Madeira

Governo Regional vai limpar mais 1400 hectares de floresta até 2020 para prevenir incêndios

None

O Governo Regional vai limpar mais 1400 hectares de floresta até 2020, na linha daquilo que tem sido a sua política de prevenção contra os incêndios, avançou Susana Prada, secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais.

“Nestes últimos dois anos, a limpeza de terrenos chegou aos 800 hectares, através de um trabalho de aproximação promovido pelo Governo Regional entre privados e madeireiros, através de recursos próprios e projectos públicos financiados por PRODERAM, com apoios do PRODERAM a investimentos privados e, ainda, através de um protocolo com os sapadores do exército”, salientou a secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais.

No entanto, sublinhou Susana Prada “este trabalho só fica completo quando contamos com o apoio da população e das associações. É por isso esta é uma acção de enaltecer e que esperamos que continue e se multiplique”, frisou durante a visita que realizou, juntamente com a secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais, a uma limpeza nas serras de Santo António e São Roque, feita por uma brigada de limpeza constituída ao abrigo do Programa MAIS, no âmbito do projecto [email protected] da Associação de Desenvolvimento de Santo António.

Rita Andrade, agradeceu aos trabalhadores o importante trabalho na defesa das populações e lembrou que se trata de um “caso de sucesso esta colaboração entre a ASA e privados (mais carenciados e incapacitados) para a limpeza e desmatação de áreas circundantes às habitações e outras abandonadas, através de brigadas de limpeza”.

A governante explicou que a limpeza é feita “junto das habitações e dos terrenos de pessoas mais idosas” incapazes de fazê-lo ou custear esta intervenção.

As Brigadas de Limpeza vão estar no terreno até Dezembro de 2019. Neste momento, existem 8 pessoas colocadas através do Programa MAIS. “No Lombo Jamboeiro já foi limpa uma área de 1.000 m2 em 3 semanas e conseguiu-se, também, um melhor acesso a um poço de rega e coluna de incêndio”, realçou a secretária da Inclusão e Assuntos Sociais.