Governantes da Madeira violaram neutralidade eleitoral

13 Nov 2019 / 07:00 H.

A edição desta quarta-feira do DIÁRIO faz manchete com a notícia de que o presidente do Governo Regional e dois dos seus secretários regionais, designadamente Pedro Ramos e Amílcar Gonçalves, violaram por cinco vezes as regras da imparcialidade no último período eleitoral. A Comissão Nacional de Eleições enviou duas dessas situações para o Ministério Público.

A confirmação dada pela secretária regional do Ambiente, Susana Prada, da existências de uma contra-ordenação à ARM e Afavias é outro tema forte nesta edição. A governante admitiu no parlamento multar uma empresa que tutela, no caso dos inertes furtados da praia da Tabua. Além disso, denunciou uma situação protagonizada pela empresa municipal Frente Mar Funchal.

A discussão de ontem no parlamento permitiu, ainda, perceber que o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, e o deputado do CDS, Mário Pereira, manifestaram posições opostas na questão das listas de espera para cirurgias no SESARAM.

Notícia relevante é a confirmação da presença de Mário Centeno nas ‘500 Maiores’. O presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças é o orador convidado deste evento que decorre a 18 de Dezembro e que visa distinguir o tecido empresarial regional.

A vinda de Sofia Escobar para um concerto nos Prazeres é outra notícia desta edição. A cantora e actriz musical actua a 2 de Dezembro, com a Orquestra Clássica da Madeira.

No desporto, todas as atenções vão, naturalmente, para a contratação de José Gomes como treinador do Marítimo. O técnico, que estava sem clube desde 9 de Outubro, quando deixou o Reading, de Inglaterra, deverá chegar amanhã à Madeira.

Tudo isto e muito mais para ler nesta edição do DIÁRIO.

Boa leitura

Outras Notícias