Eduardo Jesus nunca considerou que Easyjet estivesse a fazer ‘bluff’

14 Fev 2020 / 14:34 H.

Sobre o comunicado difundido pela Comissão de Trabalhadores Portway, e porque “o mesmo falta à verdade”, o Gabinete do do secretário regional de Turismo e Cultura esclarece que “em circunstância alguma” Eduardo Jesus considerou que “a posição assumida pela Easyjet, relativamente à aprovação na Assembleia da República da alteração ao modelo de subsídio de mobilidade, seria um ‘bluff’, como errada, incompreensiva e lamentavelmente” esta comissão afirma.

“Perante a mentira colocada a circular pela Comissão de Trabalhadores Portway, a Secretaria Regional de Turismo e Cultura recomenda a consulta a todas as declarações públicas produzidas no âmbito em apreço que deixam, por demais, clara a intenção do Governo Regional da Madeira e aquilo que considera relativamente à posição da companhia Easyjet”, diz

“Para além do permanente e continuado diálogo estabelecido entre o Governo Regional da Madeira e a Easyjet, tem sido evidente o esforço deste Governo no sentido da promoção do equilíbrio que o processo reclama, visando a manutenção da operação da companhia e a satisfação dos direitos constitucionais dos portugueses residentes na Região Autónoma da Madeira”, acrescenta.

Sublinha “a preocupação primeira da Região em defender os madeirenses onde se inclui, naturalmente, a manutenção da operação da Easyjet e o seu crescimento”.

“Mais lamenta o Governo Regional da Madeira, através da Secretaria Regional de Turismo e Cultura, que a Comissão de Trabalhadores Portway nunca tivesse manifestado interesse num diálogo esclarecedor, preferindo o recurso à falta da verdade”, concluiu.