Desemprego volta a subir na Madeira nove meses depois

Outubro fechou com 14.876 pessoas oficialmente sem trabalho

21 Nov 2019 / 10:16 H.

Depois de oito meses consecutivos em quebra, o desemprego registado na Região Autónoma da Madeira em Outubro subiu ligeiramente face a Setembro, dando um pequeno ‘salto’ de 0,1% para 14.876 pessoas oficialmente sem trabalho.

Segundo as estatísticas mensais divulgadas esta manhã pelo IEFP (entidade nacional), são mais 11 pessoas do que no mês anterior, mas menos 1.096 face a Outubro do ano passado (-6,9%), o que significa que comparando o histórico mês a mês, este é o segundo melhor registo desde Setembro de 2010. Melhor só o referido passado Setembro de 2019, com 14.865 sem trabalho, o valor mais baixo em nove anos.

No país havia 300.019 desempregados registados em Outubro, o que significa uma diminuição modesta de 0,4%, sendo que por regiões só o Alentejo (+3%) e sobretudo o Algarve (+24,3%) tiveram aumentos mensais como a Madeira. A nível da variação homóloga, enquanto no país há uma descida de -10,2% face a Outubro de 2018, as duas regiões já referidas é que tiveram um desempenho inferior aos da Madeira, com -5,9% e -4,4%, respectivamente.

Registe-se outros indicadores importantes para a formação destes dados mensais: as ofertas de emprego que ainda havia no fim do mês ascendiam a 361 (-2,2% face a Setembro e -4,7% face a igual período do ano passado); as ofertas de emprego que entraram durante o período tinham sido 243 (+8,5% face a Setembro, mas -22,9% face a Outubro de 2018); o número de desempregados inscritos ao longo do mês foi de 1.479 (+9,2% face ao mês anterior, mas -5,1% face a Outubro de 2018); as colocações de desempregados em ofertas de emprego foram um total de 138 ao longo do mês (-8,6% face ao mês anterior, -13,8% face a Outubro de há um ano).