Concurso ‘Tenho um bicho no meu Jardim’ premiou cinco escolas madeirenses

A iniciativa é da Secretaria Regional de Educação e pretende valorizar as Artes Visuais na formação integral da criança.

03 Dez 2019 / 12:47 H.

Cinco escolas madeirenses venceram o concurso de Expressão Plástica ‘Tenho um bicho no meu jardim’ promovido pela Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, através da Direcção Regional de Educação, destinado aos alunos do 1.º ciclo do ensino básico e crianças do pré-escolar e jardins-de-infância de Portugal Continental e Regiões Autónomas.

O concurso permite, através do desenho e da pintura, explorar técnicas e materiais diversificados, e pretende valorizar as Artes Visuais na formação integral da criança, através de um tema que visa o desenvolvimento de diversas competências, não apenas plásticas, mas também comportamentais, de sensibilização e responsabilização pela preservação do meio ambiente.

‘Tenho um bicho no meu jardim’ foi o mote da 21.ª edição e surgiu para explorar o imaginário infantil e promover o desenvolvimento da criatividade.

O júri, composto por três elementos com conhecimentos ao nível do ensino das artes, procedeu à selecção dos vinte premiados e seleccionou os trabalhos que integrarão uma exposição colectiva, que estará patente na Semana Regional das Artes, durante o mês de Junho, no Funchal.

Para 2020, a exposição colectiva integrará trabalhos das cinco escolas vencedoras:

Cat. A – Atelier de Artes (DSEAM) - Funchal

Cat.1 – EB1/PE/C Engenheiro Luís Santos Costa - Machico

Cat.2 – EB1/PE/C Eleutério de Aguiar - Funchal

Cat.3 – EB1/PE do Covão - Câmara de Lobos

Cat.4 – EB1/PE de São Filipe – Funchal

A excelência e variedade dos trabalhos executados pelos alunos dão oportunidade, a quem visita a exposição, de conhecer o trabalho desenvolvido nesta área nas escolas e apreciar as produções plásticas de crianças do ensino pré-escolar e de alunos do 1.º ciclo do ensino básico.

Segundo nota da secretaria Regional de Educação, este concurso foi concebido no âmbito da celebração do Ano Internacional da Fitossanidade, proclamado pela ONU para 2020, que pretende destacar a importância da saúde vegetal na melhoria da qualidade alimentar e desencadear uma maior colaboração global na protecção do meio ambiente e da biodiversidade.

Desde 2015, é divulgado e aberto a todo o território nacional, o que se traduziu no aumento dos níveis de participação, quer por parte dos alunos da Madeira, quer de outras regiões de Portugal Continental. Exemplo disso são os 2787 trabalhos recebidos no ano transacto, provenientes de 102 escolas, dos quais 779 foram enviados por 32 escolas do Continente e da Região Autónoma dos Açores.

Todas as informações sobre este concurso podem ser consultadas na página da Direcção de Serviços de Educação Artística, em https://bit.ly/2Rdoubm.