Coca Cola cede mais de 2 mil bebidas isotónicas à Protecção Civil da Madeira

17 Mai 2019 / 16:29 H.

A Coca Cola European Partners Portugal propõe-se a ceder anualmente cerca de 2.500 bebidas isotónicas ao Serviço Regional de Protecção Civil para as suas acções de formação. Esta é, num traço muito geral, a principal directriz de um protocolo assinado hoje entre as duas partes.

Estes líquidos, que vão suprir o desgaste dos profissionais em termos de sais minerais, deverão ser ingeridos durante o ano para as várias acções de formação, nomeadamente em salvamento e desencarceramento, incêndios urbanos e industriais, incêndios florestais e matérias perigosas ou salvamento em grande ângulo, sendo que o número de bebidas será definido caso a caso por ambas as partes.

“É para nós um prazer, enquanto entidade, empresa e companhia poder continuar a apoiar a nossa sociedade e comunidade. Para nós, parcerias como esta são aquelas que continuam a ser essenciais e cruciais na nossa actividade. Podermos estar perto e junto da intervenção. Podermos continuar a apoiar e a desenvolver a nossa actividade comercial e podermos esta conexão muito directa às instituições locais é para nós um grande motivo de orgulho e é um prazer poder continuar a trabalhar e termos estes benefícios e estas contrapartidas deste protocolo. Mas o mais importante é garantirmos a formação e dar as condições necessárias para que estas formações sejam cada vez mais efectivas e produtivas, alargando-as ao maior número de formandos possível”, congratulou-se o director de comunicação da Coca Cola European Partners Portugal, Márcio Cruz, que aproveitou para endereçar algumas palavras de apreço a Duarte Agrela, Luís Gaspar e “toda a equipa da Coca Cola”.

De resto, este protocolo entre a Coca Cola European Partners Portugal e o Serviço Regional de Protecção Civl estabelecerá um conjunto de vantagens para cada um dos lados. Se do lado da Protecção Civil as vantagens já foram descritas, as da Coca Cola também são de relevar.

Nesse sentido, a Protecção Civil irá ceder gratuitamente aos colaboradores da Coca Cola European Partners Portugal, na Madeira, acções de formação, como por exemplo, acções de formação e combate a incêndios com meios de primeira intervenção, suporte básico de vida com desfibrilhação automática externa, bem como disponibilizar instalações adequadas à realização de acções de formação práticas. A Protecção Civil tem ainda obrigação de atribuir um certificado aos participantes, ceder o auditório algumas vezes durante o ano para a realização de acções de sensibilização, reuniões e outro tipo de actividades, e terá de incluir a imagem das marcas comercializadas pela Coca Cola European Partners Portugal nas acções de formação.

Já o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, marcou presença na assinatura dos documentos e destacou a “feliz ideia” de José Dias em “contactar a Coca Cola European Partners, porque tem soluções energéticas e soluções de reposição de sais minerais que são necessárias para aquelas situações que têm visto e observado nos treinos que os nossos profissionais têm vindo a fazer”.