CMF aprova crédito de 3 milhões para 2019 com taxa de spread “recorde”

Na reunião foi também aprovado um voto de protesto contra a “tentativa de discriminação” por parte do Governo Regional

13 Dez 2018 / 14:05 H.

Na reunião semanal desta quinta-feira, dia 13 de Dezembro, o executivo da Câmara Municipal do Funchal (CMF) a aprovou um crédito de 3 milhões para 2019, destinado às despesas de tesouraria da autarquia.

O vice-presidente, Miguel Silva Gouveia, realçou que desde 2014 que o executivo não teve de recorrer a este fundo.

O autarca destacou ainda que o crédito foi contraído com uma taxa de spread “recorde” de 0,44 (comparativamente à taxa de 0,66 do ano anterior).

Para Miguel Silva Gouveia isto resulta “daquilo que tem sido um trabalho de rigor e credibilização das finanças da autarquia”.

Neste reunião de câmara foi ainda anunciada formalmente a aprovação de um voto de protesto contra a tentativa de discriminação do poder local democrático da Madeira por parte do Governo Regional, conforme havia avançado a edição impressa de hoje do DIÁRIO.

O voto de protesto ao Governo Regional surge na sequência da publicação, esta segunda-feira, da Resolução n.º 38/2018/M da Assembleia Legislativa da RAM, que propõe uma alteração ao regime financeiro das autarquias locais.

Outras Notícias