Calado deu a conhecer Orçamento Participativo que é “projecto inovador” de 2,5 milhões

18 Jul 2019 / 19:36 H.

O vice-presidente do Governo Regional está, esta tarde, em Câmara de Lobos, para apresentar o Orçamento Participativo da Região, considerado um “projecto inovador, que é concretizado na Região Autónoma da Madeira”. Pedro Calado explicou que se convida a população a entregar ideias e projectos que tenham em mente para o seu concelho, sendo que as melhores ideias serão votadas e as vencedoras puderam ter uma execução financeira até 150 mil euros por cada concelho. O Porto Santo terá uma verba de 250 mil euros.

Tal como referiu o governante, caso o projecto possa ter aplicabilidade em toda a Região, o valor de comparticipação pode chegar aos 750 mil euros. “É um projecto positivo porque convidamos a população a pensar também o Orçamento da Região, a pensar ideias que depois podem ser concretizáveis no Orçamento da Região para 2020”, disse Pedro Calado. Acrescentou ainda que esta é uma forma de dar azo à democracia e colocar a população a lidar com as questões políticas. Por outro lado, afirmou que a medida vai ao encontro da meta traçada de consolidação das contas públicas. “Da mesma forma que conseguimos, nos últimos 2 ou 3 anos, executar positivamente os nossos projectos de consolidação das contas públicas, agora estamos a apresentar um projecto global de 2,5 milhões de euros a toda a população, em que eles certamente iram repensar o seu município, ou até mesmo a Região, de uma forma diferente”, disse Pedro Calado.

O prazo de candidatura decorrer até ao final de Setembro, sendo que em Outubro será feita a análise e votação das ideias apresentadas, para que no final de Novembro exista uma ideia concreta dos projectos escolhidos e elegíveis.

A sessão de esclarecimento desta tarde decorre no Museu de Imprensa de Câmara de Lobos. Esta sexta-feira, a sessão acontece na Escola Secundária do Porto Moniz, a partir das 19 horas.

Outras Notícias