Albuquerque salienta empenho no compromisso ambiental assumido pela Madeira

11 Jul 2019 / 19:08 H.

“Esta é uma Região que assume, sem qualquer complexo, a excelência a nível ambiental, em todos os vectores da sua actividade económica e social”, salientou, esta tarde, Miguel Albuquerque. O presidente do Governo Regional falava na cerimónia de entrega dos galardões Green Key aos representantes dos 57 estabelecimentos turísticos reconhecidos.

O governante realçou ainda que a Madeira é das regiões do mundo com mais áreas terrestres protegidas, um galardão que, assume, não é muito conhecido, mas que deve fazer parte da nossa identidade. “Temos cerca de 63 a 64% do território terrestre da Madeira com algum tipo de protecção, desde reserva a área protegida ou parque natural. São cerca de 515 quilómetros quadrados”, garantiu Albuquerque.

Por outro lado, voltando-se para o mar, o presidente do Governo Regional afirmou “que 70% do território marítimo da Região, até às 12 milhas, é território protegido”.

Miguel Albuquerque assumiu que o Governo regional está a abraçar uma série de compromissos relacionadas com os recursos hídricos e das alterações climáticas. “Temos tudo preparado para irmos acompanhando esta evolução e melhorar a nossa intervenção, a nível governamental, no sentido de proteger o nosso património natural, as pessoas e os bens”, garantiu.

Albuquerque afirmou não estar alarmado com o Ambiente, pois acha que as sociedades mais avançadas, através das tecnologias, têm capacidade para enfrentar os novos desafios, quer a nível dos recursos naturais, quer a nível das alterações climáticas. Salientou que uma das vantagens da evolução tecnológica é a desmaterialização, utilizando como exemplo os telemóveis actuais que reúnem uma série de funcionalidades que antes estavam separados como relógios, lanternas, discos, agendas, telefone, atendedor de chamadas, jornais e revistas,etc.

“Esse alarmismo que andam para aí a propagar não tem razão de ser”, disse, acrescentando que “a evolução tecnológica vai-nos permitir enfrentar estas alterações climáticas e manter o nosso modo de vida de forma sustentável”.

A utilização de drones na prevenção de incêndios é indicada por Albuquerque como um dos exemplos da tencologia ao serviço da salvaguarda do património natural.

Por fim, agradeceu o empenho dos empresários e outros colaboradores neste compromisso ambiental e destacou a importância da educação ambiental para os mais jovens.

Outras Notícias