Boavista promete “atitude competitiva” para tentar ganhar em Chaves

Porto /
16 Fev 2019 / 16:18 H.

O treinador do Boavista afirmou hoje que a sua equipa “vai ter uma atitude competitiva para tentar vencer” em Chaves, onde no domingo defronta a equipa local para a 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Lito Vidigal espera “um jogo difícil”, ante um adversário que se encontra no 17.º posto, com 18 pontos, a lutar pela manutenção e com menos quatro pontos do que os ‘axadrezados’, que seguem no 13.º.

“Temos de nos empenhar a mil por cento. O Chaves é uma equipa com qualidade, mas nós queremos dar continuidade ao que temos vindo a fazer, para criar uma equipa mais sólida e forte, que possa lutar em todos os jogos pela vitória”, salientou Lito Vidigal.

O treinador boavisteiro acrescentou que a sua equipa “vai ter uma atitude competitiva para tentar vencer o jogo” e referiu que, para tal, conta também com a “massa adepta” dos ‘axadrezados’.

“Precisamos que os nossos adeptos estejam presentes”, disse Lito Vidigal, considerando que a eles se deve também os seis pontos que a equipa conseguiu nos dois últimos encontros.

O Chaves possui “jogadores com qualidade técnica”, afirmou, sem, porém, entrar em detalhes sobre as qualidades flavienses.

“Espero que sejamos mentalmente fortes. Temos de ser pacientes, seguros e práticos, percebendo que haverá momentos em que teremos bola e outros em que isso não acontecerá e teremos de correr muito e, muitas vezes, se tivermos que dar um ‘chutão’ para fora é bem jogado também”, destacou.

O que Lito Vidigal quer é que a equipa leve para este jogo “um pensamento de vitória”, até porque “as vitórias dão tranquilidade e trazem segurança” e, sob o seu comando técnico, o Boavista vai com dois triunfos seguidos, seis pontos somados, três golos marcados e nenhum sofrido.

“Um empate? Seria sempre melhor para nós do que para o Chaves, porque, se calhar, temos a possibilidade de dois resultados”, argumentou.

O Boavista desloca-se a Chaves sem o guarda-redes Helton Leite, que foi sempre titular, mas que não joga mais esta época, devido a uma lesão no joelho direito, e sem o extremo Mateus, castigado, mas Lito Vidigal desvalorizou, dizendo que a sua missão é “arranjar soluções”.

O técnico adiantou que “vai jogar Bracali” na vez de Helton Leite, acrescentando que o problema Mateus “é um pouco mais complicado”.

“Ainda não decidi” quem será o substituto de Mateus, disse, acrescentando: “Temos dois jogadores para essa posição e um deles irá jogar”.

Fábio Espinho tem estado ausente devido a uma lesão e “treinou muito bem” esta semana, o atacante gambiano Yusupha Njie recuperou de uma lesão que o tem mantido fora da competição esta temporada, mas “ainda não está preparado”, segundo Lito Vidigal, e o defesa central francês Sparagna continua de baixa por razões clínicas.

O Desportivo de Chaves, 17.º classificado, com 18 pontos, recebe no domingo, às 17:30, o Boavista, 13.º, com 22, em partida da 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Outras Notícias