Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

09 Jul 2019 / 16:00 H.

Com a chegada do bom tempo, eis que surgem as tardes passadas nas esplanadas ou na praia. Um livro é sempre uma boa companhia e, por isso, na nossa rubrica ‘Hora da Boa Vida’ desta terça-feira, deixamos algumas dicas dos livros mais vendidos online nas livrarias nacionais, bem como as suas sinopses.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

A Arte Subtil de Saber Dizer que se F*da

Mark Manson

.

Uma abordagem que nos desafia os instintos e nos força a questionar tudo o que sabemos sobre a vida

Durante décadas convenceram-nos de que o pensamento positivo era a chave para uma vida rica e feliz. Mas esses dias chegaram ao fim. Que se f*da o pensamento positivo! Mark Manson acredita que a sociedade está contaminada por grandes doses de treta e de expectativas ilusórias em relação a nós próprios e ao mundo.

Recorrendo a um estilo brutalmente honesto, Manson mostra-nos que o caminho para melhorar a nossa vida requer aprender a lidar com a adversidade. Aconselha-nos a conhecer os nossos limites e a aceitá-los, pois no momento em que reconhecemos os nossos receios, falhas e incertezas, podemos começar a enfrentar as verdades dolorosas e a focar-nos no que realmente importa.

Recheado de humor e experiências de vida, A Arte Subtil De Saber Dizer Que Se F*da é o soco no estômago que as novas gerações precisam para não se perderem num mundo cada vez mais fútil.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

O Tatuador de Auschwitz

Heather Morris

.

História verídica de um amor em tempo de guerra!

Esta é a história assombrosa do tatuador de Auschwitz e da mulher que conquistou o seu coração - um dos episódios mais extraordinários e inesquecíveis do Holocausto.

Em 1942, Lale Sokolov chega a Auschwitz-Birkenau. Ali é incumbido da tarefa de tatuar os prisioneiros marcados para sobreviver - gravando uma sequência de números no braço de outras vítimas como ele - com uma tinta indelével. Era assim o processo de criação daquele que veio a tornar -se um dos símbolos mais poderosos do Holocausto.

À espera na fila pela sua vez de ser tatuada, aterrorizada e a tremer, encontra-se Gita. Para Lale, um sedutor, foi amor à primeira vista. Ele está determinado não só a lutar pela sua própria sobrevivência mas também pela desta jovem.

Um romance baseado em entrevistas que Heather Morris fez ao longo de diversos anos a Ludwig (Lale) Sokolov, vítima do Holocausto e tatuador em Auschwitz-Birkenau. Uma história de amor e sobrevivência no meio dos horrores de um campo de concentração, que agradará a um vasto universo de leitores, em especial aos que leram A Lista de Schindler e O Rapaz do Pijama às Riscas, e que nos mostra de forma pungente e emocionante como o melhor da natureza humana se revela por vezes nas mais terríveis circunstâncias.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

Está Tudo F*dido

Mark Manson

.

Do autor do bestseller A Arte Subtil de Saber Dizer Que Se F*da.

Vivemos numa época estranha. Apesar de termos mais liberdade, saúde e riqueza do que em qualquer outra época da história, tudo à nossa volta parece terrivelmente f*dido: aquecimento global, queda de governos, economias em colapso e todos permanentemente ofendidos nas redes sociais. Temos acesso a tecnologia, a educação e a formas de comunicar que os nossos antepassados nem sequer imaginavam, mas ainda assim sentimos uma esmagadora desesperança. Afinal, o que é que se passa connosco?

Com a sua habitual mistura de erudição e humor, Mark Manson desafia-nos a olhar para o mundo com outros olhos. Com base em investigação psicológica e na sabedoria intemporal de filósofos como Platão e Nietzsche, o autor disseca a política e a religião e mostra como as duas se tornaram desconfortavelmente semelhantes. Analisa a nossa relação com o dinheiro, o entretenimento e a internet, desafiando as definições de fé, felicidade, liberdade e até da própria esperança.

Um livro de leitura obrigatória que nem todos merecemos, mas de que todos precisamos.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

O Senhor

E. L. James

.

Perca-se numa apaixonante história de amor.

O Senhor é o eletrizante novo romance de E.L. James, autora do fenomenal bestseller internacional As Cinquenta Sombras de Grey.

Londres, 2019. A vida tem tratado bem Maxim Trevelyan. Com a sua beleza, dinheiro e relações privilegiadas, nunca teve de trabalhar e raras vezes dormiu sozinho. Mas tudo isso muda quando na sequência de uma tragédia ele herda a riqueza, as propriedades, e o título nobiliárquico da família, com toda a responsabilidade que essa herança acarreta. É um papel para o qual não está preparado e que só a custo consegue enfrentar.

Mas o seu maior desafio é conter o desejo por uma jovem enigmática que inesperadamente chegou a Inglaterra, trazendo consigo pouco mais do que um passado perturbante e perigoso. Tímida, linda de morrer e musicalmente sobredotada, ela revela-se misteriosamente tentadora. E o desejo que Maxim sente por ela transforma-se numa paixão que nunca experimentou e nem sequer se atreve a nomear. Quem é Alessia Demachi? E poderá Maxim protegê-la do mal que a ameaça? E o que fará ela quando souber que também ele esconde segredos?

Do coração de Londres às paisagens idílicas da Cornualha, passando pela rude beleza dos Balcãs, O Senhor é uma montanha russa de perigo e desejo, que deixará o leitor sem fôlego até à última página.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

A Rapariga Sem Nome

Leslie Wolfe

.

Os olhos azuis vidrados, o belo rosto, inerte, coberto de cintilantes grãos de areia. Os lábios entreabertos, como que para libertar um último suspiro. Quem é a bela rapariga encontrada ao amanhecer numa praia deserta? Qual é o seu segredo?

A agente especial Tess Winnett, do FBI, procura incessantemente respostas. A cada passo, a cada nova descoberta, desvenda factos perturbadores que conduzem à mesma conclusão: aquela não foi a única vítima. O assassino que procuram já matou antes.

Escondendo também um terrível segredo, a agente Tess Winnett enfrenta os seus receios mais profundos, numa emocionante corrida para apanhar o assassino, que se prepara para acabar com outra vida. Descobri-lo-á a tempo? Será capaz de o deter? A que preço?

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

Vai Correr Tudo Mal

Joana Marques

.

A promessa é de Joana Marques, humorista, locutora de rádio, guionista, e desiludida com livros de auto-ajuda. Por isso resolveu escrever um livro de anti-ajuda. Sim, leu bem, tem entre mãos o primeiro (e provavelmente o último) livro de anti-ajuda do mundo.

Ao longo destas páginas vai encontrar conselhos muito úteis para pensar positivo em todas as situações (sim, até na Loja do Cidadão quando faltam 167 senhas), ideias peregrinas para cultivar a sabedoria, a auto-estima, o amor-próprio (e tudo o mais que queira cultivar, quem sabe uma horta caseira...). E vai ainda descobrir o seu eu interior, sem precisar de gastar dinheiro numa viagem à Índia. Comece por procurar por entre as almofadas do sofá. É onde tudo se encontra, do comando de televisão ao verdadeiro eu!

Este livro vai dizer-lhe a verdade. E a verdade é como as vacinas: na maioria das vezes dói. Por isso prepare-se para o pior, e não invente agora uma desculpa de última hora, como a malta new age anti-vacinas, que leu num fórum do Yahoo que elas provocam autismo.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

O Intruso

Stephen King

.

Um rapaz de onze anos é encontrado morto. Todas as evidências apontam para que o assassino seja Terry Maitland, um dos cidadãos mais queridos de Flint City, professor de inglês, marido exemplar e pai de duas meninas. O detetive Ralph Anderson dá-lhe voz de prisão. Maitland tem um álibi forte, estava noutra cidade quando o crime foi cometido, mas os indícios de ADN encontrados no local confirmam que é ele o culpado. Aos olhos da justiça e da opinião pública, Terry Maitland é um assassino e o caso está resolvido.

Mas o detetive Anderson não está satisfeito. Maitland parece ser uma boa pessoa, um cidadão exemplar, terá duas faces? E como era possível estar simultaneamente em dois lugares?

Por ser um romance de Stephen King, quando conhecemos a resposta, arrependemo-nos de ter formulado a pergunta.

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

A Sibila

Agustina Bessa-Luís

.

Finalista Prémio Livro do Ano Bertrand 2017

«O que Sibila e sua descendência significam não precisa de ser sublinhado por contraste. Mas esse mundo romanesco, pelo seu simples aparecimento, deslocou o centro da atenção literária.»

Eduardo Lourenço

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

O Homem dos Sussurros

Alex North

.

“Ao longo dos anos, disse-te inúmeras vezes que não deverias ter medo de nada. Que os monstros não existiam. Desculpa ter-te mentido”.

Após a morte da mulher, Tom Kennedy muda-se com o seu filho, Jake, de 7 anos, para uma pacata povoação chamada Featherbank em busca de um recomeço de vida. Mas Featherbank tem um passado sombrio.

Há 20 anos, Frank Carter, um perverso assassino em série, raptou e assassinou cinco rapazes. Ficou conhecido como o Homem dos Sussurros, pois atraía as suas vítimas à noite sussurrando-lhes da janela. Logo após o seu quinto homicídio, Frank acabou por ser detido.

Estando o assassino atrás de grades, Tom e Jake não deveriam ter motivos de preocupação. Só que agora um novo rapaz desapareceu, e as semelhanças entre este acontecimento e os crimes de há 20 anos são desconcertantes. É então que Jake começa a comportar-se de modo estranho...

Diz escutar sussurros vindos do lado de fora da janela do seu quarto...

Na nossa ‘Hora da Boa Vida’ deixamos algumas sugestões de leitura para este Verão

A Admirável História de Greta Thunberg

Valentina Camerini

.

Uma biografia ilustrada de Greta Thunberg, a adolescente que decidiu lutar pelo clima e o futuro do planeta, inspiradora do movimento #Fridaysforfuture.

Rapidamente ganhou apoios e mais participantes, até se tornar um símbolo global dos protestos pela justiça climática.

Por essa razão é candidata ao Prémio Nobel da Paz 2019.

Outras Notícias