Vaticano não reconhece movimentos secessionistas

05 Out 2017 / 15:24 H.

O papa Francisco disse ao novo embaixador de Espanha na Santa Sé, Gerardo Bugallo, que o Vaticano “não reconhece movimentos secessionistas” ou de autodeterminação que não resultem de uma descolonização, numa referência ao conflito político na Catalunha.

Em declarações à agência noticiosa Efe, Bugallo referiu ter abordado com o papa a situação na Catalunha, mantida na segunda-feira no Vaticano, assegurando que “foi muito claro a esse respeito”.

“Quer dizer, que a Santa Sé não reconhece movimentos secessionistas ou de autodeterminação que não sejam resultantes de um processo de descolonização”, precisou o embaixador, que apresentou ao papa as suas cartas credenciais na segunda-feira, 02 de Outubro.

“Foram abordadas muitas coisas em profundidade”, resumiu o embaixador espanhol, que recordou que o não-reconhecimento pela Santa Sé de movimentos secessionistas ou de autodeterminação que não resultem de uma descolonização constitui “uma linha básica” da sua política externa.

Bugallo respondeu com um “em absoluto” à pergunta de se terá colocado em algum do encontro a possibilidade de o Vaticano desempenhar uma função de mediador actual crise entre Madrid e a Generalitat.

“Julgo que o papa está bastante informado”, disse o embaixador a propósito do conhecimento do pontífice sobre a realidade espanhola e a situação da igreja em Espanha.

A designação de Bugallo como embaixador espanhol na Santa Sé foi anunciada pelo Governo em 03 de Julho.

Outras Notícias