Príncipe Carlos vai suceder à rainha como líder da Commonwealth

20 Abr 2018 / 15:27 H.

Os dirigentes da Commonwealth decidiram hoje que o príncipe Carlos suceda à mãe, a rainha Isabel II, na liderança da organização, noticiou a imprensa britânica.

BBC, Sky News e outros ‘media’ britânicos noticiaram que os representantes dos 53 países-membros aprovaram, numa reunião à porta fechada realizada hoje no Castelo de Windsor, o pedido feito na quinta-feira pela monarca britânica.

Na abertura da cimeira, Isabel II disse ser seu “sincero desejo” que o filho mais velho lhe suceda após a sua morte.

A rainha liderou a organização desde que foi coroada, há 66 anos, mas o título de chefe da Commonwealth não é hereditário.

A função é essencialmente simbólica, cabendo-lhe assegurar a unidade da comunidade de nações e garantir o cumprimento dos princípios e objetivos da organização.

À exceção de Moçambique e do Ruanda, a maioria dos membros da Commonwealth são antigas colónias do Reino Unido. Dezasseis Estados-membros, entre os quais a Austrália e o Canadá, reconhecem a rainha como chefe de Estado, mas a maioria são repúblicas independentes.

Outras Notícias