Agente chinês acusado de tentar roubar segredos de companhias aeroespaciais americanas

EUA /
10 Out 2018 / 21:49 H.

Um agente chinês detido na Bélgica foi extraditado para os Estados Unidos da América e acusado de tentar roubar segredos industriais de companhias aeroespaciais americanas, informou hoje o Departamento de Justiça norte-americano.

Yanjun Xu, um agente do Ministério de Segurança da China, é acusado de recrutar especialistas que trabalhavam em empresas de aviação e pagar para viajarem para a China, com o objetivo de obter segredos comerciais, informou o Departamento de Justiça.

O comunicado salienta que Yanjun Xu, também conhecido como Qu Hui ou Zhang Hui, foi acusado de “tentativa de espionagem económica”.

John Demurs, o procurador-geral adjunto encarregado da segurança nacional, disse que o caso era “um importante assunto de espionagem económica” e a mais recente prova de que a China está a “tentar roubar” informações de empresas norte-americanas.

Desde 2013 até ser detido em abril deste ano, Yanjun Xu recrutou funcionários de grandes empresas aeroespaciais, incluindo a GE Aviation, e convenceu-os a viajar para a China, sob o pretexto de que iriam fazer uma apresentação numa universidade, disseram os procuradores.

Documentos judiciais sustentam a maneira como Xu e outros agentes da inteligência planeavam obter “informações altamente sensíveis” dos especialistas.

Yanjun Xu foi preso depois de viajar para a Bélgica em abril. Após os seus apelos falharem, foi extraditado para os Estados Unidos na terça-feira e está prevista para hoje a sua primeira aparição no tribunal federal em Cincinnati, Ohio.

Outras Notícias