Veja os espectaculares saltos dos militares paraquedistas na Madeira

Major do Funchal assinou o primeiro salto de paraquedas em tandem na ilha da Madeira

13 Nov 2017 / 11:01 H.

O vento ainda chegou a colocar em dúvida a realização do salto mas depois de avaliadas as condições meteorológicas na manhã de domingo, a Zona Militar da Madeira (ZMM) teve ‘luz verde’ para avançar. O avião C-295 levantou voo até aos 3 mil metros de altitude e a partir daí projectou o Major Urbano Correia e o Sargento-mor António Lopes que protagonizaram o primeiro salto de paraquedas em Tandem na ilha da Madeira (no Porto Santo já aconteceu), uma iniciativa inserida nas actividades de divulgação militar que encerrou ontem com ‘chave de ouro’.

O salto foi efectuado às 12h30 de domingo na zona Leste da ilha da Madeira. O Major Urbano Correia, 37 anos, natural da Camacha e residente no Funchal, ainda hoje vive a adrenalina daqueles 20 segundos em queda livre que atingiu a velocidade vertiginosa de 220 km/h. O salto em tandem foi dirigido pelo experiente sargento-mor, da Brigada de Reacção Rápida, de Tancos, que conta com 40 anos de paraquedismo e mais de 13 mil saltos efectuados.

Paraquedista desde 2001, o oficial de logística da ZMM, aterrou na praia de Machico cinco minutos após a abertura do paraquedas. “Memórável”, descreve o Major Urbano Correia. A dupla foi saudada quer pelo público que assistia como também pelas entidades civis e militares que estiveram presentes naquele momento histórico.

Ao longo da última semana, a ZMM desenvolveu uma série de actividades que se destinaram a sensibilizar a população, em particular os jovens, para as missões essenciais das Forças Armadas. A equipa cinotécnica ‘Cães de Guerra’ e os saltos de paraquedistas pelos ‘Falcões Negros’ (no vídeo) foram das mais impactantes.