Susana Prada critica governo da República por excluir praia do Porto Santo do Plano de Acção do Litoral

14 Mai 2018 / 19:12 H.

A secretária do Ambiente da Madeira, Susana Prada, criticou hoje o Governo da República por não integrar o Porto Santo no Plano de Ação do Litoral, que disponibiliza 150 milhões de euros para consolidação arribas e reposição de areia.

“Esperemos que no próximo quadro comunitário não aconteça o que aconteceu neste, em que o Governo deixou de fora a praia do Porto Santo”, afirmou a governante numa audição na Assembleia Legislativa da Madeira.

Susana Prada foi auscultada na Comissão de Política Geral e Juventude, no âmbito de um projeto de resolução da autoria do PSD intitulado “A Região Autónoma da Madeira e os desafios do próximo quadro financeiro plurianual pós 2020”.

A secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais salientou que as regiões insulares são “particularmente sensíveis” às alterações climáticas, sobretudo no que toca à subida do nível do mar, e alertou para o facto de o executivo nacional não ter incluído o Porto Santo no Plano de Ação Litoral XXI, que dispõe de 150 milhões de euros para intervenções no litoral, financiadas em 2018 em 75% pelo POSEUR (Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos).

“Acreditamos que no próximo quadro comunitário vamos dispor de verbas para monitorizar os efeitos das alterações climáticas na nossa região”, salientou Susana Prada.

A Comissão de Política Geral e Juventude da Assembleia Legislativa da Madeira iniciou na semana passada a auscultação de várias entidades regionais, no sentido de recolher propostas e sugestões a incluir no projeto de resolução do PSD sobre os desafios do próximo quadro financeiro plurianual pós 2020.

Além da secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, hoje foram ouvidos os secretários da Educação, Jorge Carvalho, e do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, sendo que terça-feira serão auscultados os secretários da Agricultura e Pescas, Humberto Vasconcelos, e da Inclusão e Assuntos Sociais, Rita Andrade.