“A segurança implementa-se, não se publicita”

Quem o afirma é Eduardo Jesus, secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, orador num curso intensivo de segurança e defesa

20 Abr 2017 / 20:24 H.

“Mais do que afirmar que somos um destino seguro, temos é de saber encontrar as respostas necessárias para que os nossos visitantes e, naturalmente, aqueles que aqui residem, sintam essa segurança”, afirmou hoje à tarde o secretário regional da Economia, Turismo e Cultura,.

Eduardo Jesus foi orador no IV Curso Intensivo de Segurança e Defesa que decorre na Região, ocasião que o governante aproveitou para reforçar a necessidade de apostar na segurança e no controlo das principais portas de entrada no destino – aeroportos e portos, numa estratégia concertada que tem vindo a ser promovida e melhorada, ao longo do tempo.

Numa breve viagem pela história do turismo, desde o século XV até a actualidade, Eduardo Jesus procurou focar as atenções dos auditores presentes naquela que foi, desde sempre, uma das principais características da Região: a sua abertura ao exterior, quer numa primeira fase a nível comercial – açúcar e vinho – quer, mais tarde, assente na emigração e, posteriormente, na actividade turística.

Hoje, sublinhou, “esta abertura obriga-nos a uma atenção permanente e redobrada, numa realidade global que traduz oportunidades mas, também, riscos que devem ser devidamente acautelados”, salientou.

Outras Notícias