Rui Vitória está identificado com o misto de juventude e veterania do CSKA

Lisboa /
11 Set 2017 / 23:17 H.

Rui Vitória revelou hoje que conhece bem o CSKA Moscovo, equipa que o Benfica defrontará na terça-feira na ronda inaugural da fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol, alertando para o misto de juventude e veterania.

“Vamos enfrentar um adversário difícil, que tem tido resultados positivos fora de casa. Vai apresentar-se de uma forma de três defesas, que depois passa a cinco e com três avançados móveis”, começou por explicar, frisando: “É um sistema que nos vai colocar determinados desafios, mas estamos identificados. Um misto de veterania, mas com juventude e irreverência.”

Rui Vitória fazia a antevisão ao encontro da primeira jornada do grupo A, que conta também com os ingleses do Manchester United, orientados pelo português José Mourinho, e com os suíços do Basileia.

Contudo, e apesar da “qualidade” reconhecida aos moscovitas, o técnico das ‘águias’ guardou para si as “coisas” que o Benfica pode aproveitar, pedindo “concentração e atenção a todos os pormenores” aos seus jogadores para não serem surpreendidos.

Com algumas baixas de vulto na equipa ‘encarnada’, como Jardel e Fejsa, Rui Vitória lamentou que não possa ter todos os seus atletas à disposição, sublinhando que existem alternativas válidas e que pode ser o momento para um outro jogador se mostrar.

“É um plantel que foi feito dentro daquilo que eram as nossas possibilidades, forma de jogar e que tem que estar pronto para todas as competições que vamos ter pela frente. Gosto de ter todos os jogadores disponíveis, mas a vida das equipas é mesmo assim. Às vezes não está um e nasce outro que agarra o mesmo espaço. Temos jogadores no plantel que vão dar resposta”, assegurou.

Ainda assim, Rui Vitória acabou por destacar a prorrogação do contrato com o médio sérvio Fejsa, enaltecendo a forma de trabalhar dos ‘encarnados’: “É um sinal muito positivo. Renovação com um jogador que tem importância, de qualidade, que está indisponível e renovou quando tinha que renovar.”

Já o lateral-direito André Almeida, que na última jornada do campeonato apontou o golo decisivo no triunfo caseiro (2-1) diante do Portimonense, revelou o “entusiasmo” que se vive no balneário com o “início de uma competição bonita”.

Relativamente aos adversários do grupo A da ‘champions’, o internacional português mostrou-se “confiante”, esperando seis desafios “equilibrados” e com “deslocações difíceis”.

Para o desafio frente ao CSKA, André Almeida disse que a equipa irá fazer os “possíveis para conquistar os três pontos” no Estádio da Luz.

Na terça-feira, o Benfica inicia a campanha na Liga dos Campeões com a recepção ao CSKA de Moscovo, no Estádio da Luz, pelas 19:45, em jogo referente à primeira jornada do grupo A, que será arbitrado pelo espanhol Undiano Mallenco.

Outras Notícias