FC Porto “vai assumir a responsabilidade de ganhar” ao Sporting de Braga

Porto /
02 Fev 2018 / 14:54 H.

O treinador do FC Porto acredita que a sua equipa vai “assumir a responsabilidade de querer ganhar” frente ao Sporting de Braga, que considera ter “evoluído” e ser diferente da primeira volta da I Liga de futebol.

O FC Porto recebe no sábado o Sporting de Braga (20:30), em jogo da 21.ª jornada, e Sérgio Conceição disse hoje, no lançamento do jogo, estar consciente das dificuldades de defrontar o quarto classificado no campeonato.

“São equipas diferentes, com o passar do tempo as equipas têm tendência a evoluir”, começou por dizer Sérgio Conceição, justificando que os princípios e automatismos da equipa são mais claros para todos e que os jogadores estão mais entrosados.

O treinador portista adiantou que “as equipas vão ficando mais fortes em todos os momentos do jogo” e lembrou que o Sporting de Braga é uma equipa que está no quarto lugar do campeonato e tem evoluído como clube.

“Esperamos um jogo difícil, mas temos de olhar para nós e assumir a responsabilidade de querer ganhar e ganhá-lo”, acrescentou.

Sérgio Conceição referiu que a equipa já esqueceu o último encontro frente ao Moreirense (0-0) e que todo o grupo está preparado para o próximo jogo.

“Será um jogo diferente, o do Moreirense já passou, agora é corrigir coisas que não fizemos tão bem, olhar para o jogo que, em termos de executantes, é diferente do Moreirense, com uma equipa de características e ideia de jogo diferentes. Estamos preparados”, disse.

O treinador dos ‘dragões’ referiu ainda que compete ao FC Porto perceber os pontos fortes do Sporting de Braga e em que ponto é que lhe pode criar dificuldades: “Penso que será um bom jogo e estamos preparados para conseguir o mais importante que são os três pontos”.

As arbitragens foram também tema na conferência de imprensa, com Sérgio Conceição a mostrar, uma vez mais, o seu desagrado.

“Estou preocupado por serem muitos erros. Já disse que nos jogos em que empatámos, o único em que não houve casos foi o do Sporting. É quase unânime. Eu vi a situação do Felipe e acho incrível um árbitro a dez metros e o VAR não ver que ele (Jhonatan) chegou atrasado à bola e que socou o Felipe na cara. Se é tão visível, eu pergunto-me porquê? Temos sofrido cartões, situações dúbias em que o árbitro tem um critério diferente. O clube achou que era importante reunir-se. Não podemos ficar calados perante tantos casos. Não estou a dizer que os árbitros vão tomar uma decisão negativa só por ser o FC Porto”, afirmou ainda.

Sérgio Conceição voltou a falar também de Tiquinho Soares e do desentendimento que houve com o jogador no encontro da meia-final da Taça da Liga, com o Sporting, no momento em que foi substituído, e enalteceu a “aplicação fantástica” do avançado nos dias seguintes.

“Houve este caso e não fugi dele. Quando existe um problema, que neste caso foi público, não tive problema em dizer o que sentia. E foi o que disse aos jogadores no balneário. Há muita coisa que fica no balneário, faz parte da dinâmica de grupo, o respeito uns pelos outros. E esse problema foi resolvido”, disse.

O FC Porto recebe no sábado, às 20:30 horas, o Sporting de Braga, em jogo da 21.ª jornada da I Liga de futebol.