Madeira na imprensa nacional

Recuo no Turismo é referido, com António Trindade a pedir mais agressividade à ANA. Nas notícias em destaque está a justiça, as obras e os sindicatos, entre outros temas.

19 Nov 2019 / 10:20 H.

“Turismo prepara-se para ciclo de menor crescimento”, coloca em gordas o Negócios, acrescentando que para já só a Madeira recua, mas que o sector está em claro abrandamento. A falência das companhias aéreas e operadores complicam a situação. António Trindade, do Porto Bay dá a voz nesta edição e pede maior agressividade à ANA. Sindicalização caiu de 61% para 15% em quadro décadas. Portugal tem a segunda maior queda da OCDE. No lixo, o país produz menos do que a média, mas também recicla menos. Nesta primeira também o fim do grupo industrial Quintas & Quintas.

O JN aposta hoje na notícia “Governo suspende 18 obras na ferrovia do Norte e Centro”. As intervenções prioritárias em 2016 foram adiadas ou canceladas. Bruno de Carvalho toma conta da imagem da edição de hoje. Director do Clube (André Geraldes) avisado da ida a Alcochete, escreve ainda.

No Diário, a notícia de que a Fundação Champalimaud anuncia prémio de um milhão de euros para investigação do cancro. “Marcelo pressiona governo para dar prioridade aos sem-abrigo”, coloca o jornal em maior. O Brexit, as obras canceladas e a disputa interna do PDS, assim como os 200 anos do Museu do Prado têm direito a chamada.

Milionário das orgias engravida menor, revela o Correio da Manhã, referindo-se ao empresário alemão Matthias Schmelz e à jovem que fez 18 anos em Agosto. A imagem é de Bruno de Carvalho. “Funcionário do Sporting compromete Bruno”, escreve o jornal. Ameaça de greve também merece chamada, a função pública está contra o aumento de 0,4% proposto. Nesta edição ainda um erro da Segurança Social que levou à penhora de mais de 500 advogados.

O Público volta a fazer eco da política internacional, com a imagem a chamar a tenção para as manifestações em Hong Kong. “Polícia cerca estudantes e exige rendição total”. A manchete revela que o Ministério Público quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica. Todas serão ouvidas, sejam ou não vítimas directas, para memória futura. Aqui chamada também para o caso do Sporting. Nas tecnologias, “Telemóveis duram mais e só são trocados a cada 28 meses”.

No i a justiça, ou injustiça. “Procuradores que vão investigar casos complexos escolhidos por compadrio”. A acusação é do sindicato e do Conselho Superior do MP. Na semana da Educação, o i revela que há funcionários a ganhar o salário mínimo há 20 anos. Nova ponte de Tavira gera revolta, chama a tenção o matutino, que recorda a morte de Argentina Santos, “a última diva do fado castiço”.

Nos desportivos, o mercado de Janeiro e o julgamento ao caso do ataque à Academia de Alcochete. O Jogo coloca mesmo o tem a em grande. “Bruno contra Bruno”. A Bola dá conta do possível regresso de Perin. “Perin volta à agenda”. No Record, ‘Águia de olho em Guga”. O lateral brasileiro despertou o interesse do Benfica.