A votação e mais questões sobre a Eutanásia para ler nos jornais

Os resultados da Liga Europa, a morte de Pina Moura e o caso dos cães maltratados também chegam às primeiras

21 Fev 2020 / 10:43 H.

“O dia em que Portugal aprovou a eutanásia”, escreve o i na sua notícia principal. Em baixo, o fim e uma época na Avenida da Liberdade. “Lojas icónicas não vão ter contratos renovados”. As marcas de luxo continuam a crescer. Os russos e os brasileiros substituem os clientes angolanos. Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa, dá uma entrevista. Para ler, juntamente com os resultados da Liga Europa, o caso do cavaleiro João Moura que ontem chocou o país e o atentado na Alemanha, que merecem destaque.

A eutanásia é também a manchete do JN. Passou com larga maioria, sublinha o jornal. Os cinco projectos de lei passam à discussão na especialidade. Opositores apostam no referendo e na oposição do Presidente da República. Os jogos dos clubes portugueses na Liga Europa ganham a foto maior.

O Público alinhou no mesmo tema, mas alerta que as leis da eutanásia não acautelam pagamento dos seguros de vida. As seguradoras lamentam não terem sido ouvidas. As raspadinhas levam portugueses a gastar em média 160 euros por ano. A Liga Europa e a morte de Pina Moura ganharam lugar na mais nobre do jornal.

O Diário de Notícias diz que há diferenças entre os projectos de eutanásia ontem aprovados que precisam de ser resolvidas. Igreja, movimentos cívicos e médicos não desistem da luta, acrescenta. A imagem do dia é do Irão, que vai a votos com “listas vetadas pelo regime e quase sem moderados”. A morte do ex-ministro da Economia e das Finanças do PS é outro dos destaques da primeira.

O Económico sai hoje em papel, com a manchete a focar a eutanásia. Marcelo pondera veto e envio para o constitucional. Antonoaldo Neves dá a cara pela TAP para anunciar que a companhia não vai crescer pelo menos nos próximos dois anos.

Metade das autarquias dá isenção na derrama, diz a principal do Negócios, hoje com um artigo a um empreendedor e académico. Em Israel, arriscar é uma forma de vida. Melhor ano de sempre no Pingo Doce faz Jerónimo Martins lucrar 433 milhões de euros.

“Moura na ruína castiga cães” é a manchete do Correio da Manhã. O homem das touradas foi constituído arguido e poderá ser condenado até dois anos de prisão pelo crime de maus-tratos a animais de companhia, depois de terem sido encontrados 18 cães seus da raça Galgo em estado de subnutrição. Um dos animais acabaria mesmo por falecer durante o transporte, outro está em estado crítico. O criador de 59 anos estará com dificuldades financeiras. Os resultados da Liga Europa, a morte de Pina Moura e a votação da eutanásia têm direito a chamadas.

Nos desportivos, os resultados dos quatro jogos da Liga Europa. O Sporting foi o único a ganhar o jogo dos 16/avos da Liga Europa, jogou em casa e venceu por 3-0. FC Porto, Benfica e Braga perderam por 2-1, 2-1 e 3-2. A Bola escreve “Em aberto”; O Jogo “Todos vivos” e o Record “Leão da Europa”.