Preso tenta escapar de cadeia brasileira disfarçado de mulher e é “traído” pelo nervosismo

Brasil /
05 Ago 2019 / 03:11 H.

O líder de um gangue brasileiro, Clauvino da Silva, foi apanhado por guardas prisionais, no sábado, quando tentava escapar da cadeia vestido com as roupas da filha que o tinha ido visitar, disseram as autoridades.

Segundo a imprensa brasileira, Clauvino da Silva, um traficante de Angra dos Reis tentou fugir da cadeia Gabriel Ferreira Castilho, no Rio de Janeiro, no final da visita deste sábado, mas foi apanhado por agentes da guarda prisional na portaria do estabelecimento.

Segundo os guardas prisionais, foi o nervosismo de Clauvino da Silva, também conhecido como “Baixinho”, que o denunciou.

O plano era alegadamente deixar a filha de 19 anos dentro da cadeia e a polícia está a investigar a possibilidade de a jovem ser cúmplice do pai.

A secretaria de Estado da Administração Prisional do Rio de Janeiro divulgou fotografias de Silva usando uma máscara de silicone feminina, uma peruca de longos cabelos pretos, “skinny jeans” e uma blusa cor-de-rosa.

Foi ainda divulgado um vídeo em que se vê o prisioneiro a retirar a máscara e a dizer o seu nome completo para a câmara.

Clauvino da Silva, 42 anos, cumpre uma pena de 73 anos e 10 meses de prisão e, segundo a imprensa brasileira, foi um dos 31 presos que fugiram pelo esgoto do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, em fevereiro de 2013.

Foi preso logo após a fuga, em Angra dos Reis.

De acordo com as autoridades, Clauvino da Silva faz parte da liderança do Comando Vermelho, um dos mais temidos grupos criminosos do Brasil e que controla boa parte do tráfico de droga no Rio de Janeiro.

Depois da tentativa falhada de evasão, foi transferido para uma unidade de máxima segurança da cadeia e irá ser alvo de sanções disciplinares, segundo as autoridades.