Presidente do Conselho Europeu e PM britânico encontram-se segunda-feira

21 Set 2019 / 06:30 H.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vão encontrar-se na segunda-feira, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas.

A informação consta da agenda semanal de Donald Tusk, divulgada hoje após o ministro britânico para o ‘Brexit’, Steve Barclay, ter indicado que o presidente do Conselho Europeu se iria encontrar com Boris Johnson na próxima semana, na Assembleia Geral da ONU.

A reunião entre os dois líderes está agendada para as 15h15 locais (10h15 em Lisboa) e acontece já depois de Tusk se ter reunido pela manhã com o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar.

O encontro entre o presidente do Conselho Europeu e Boris Johnson acontece a poucas semanas da cimeira europeia, agendada para 17 e 18 de Outubro, e num momento em que as negociações entre a União Europeia e o Reino Unido foram retomadas a nível técnico e político, tendo mesmo, segundo o ministro britânico para o ‘Brexit’, registado um impulso.

“Penso que as duas partes querem chegar a um acordo e estamos a trabalhar arduamente para que isso aconteça. Estamos a avançar, houve um impulso [nas negociações] e as discussões [a nível técnico] vão continuar na próxima semana”, declarou hoje Steve Barclay à saída do encontro com a equipa de negociadores da União Europeia (UE), em Bruxelas.

A reunião de hoje entre o principal negociador da UE e o ministro britânico para o ‘Brexit’ incidiu na análise “de um primeiro conjunto de conceitos, princípios e ideias” apresentadas pelo Reino Unido para desbloquear o impasse das negociações da saída do Reino Unido do bloco comunitário, agendada para 31 de Outubro.

“Michel Barnier encontrou-se hoje com Steve Barclay em Bruxelas para analisar o ponto da situação das negociações do ‘Brexit’, tanto no que diz respeito ao mecanismo de salvaguarda para evitar uma fronteira rígida na ilha da Irlanda, como à Declaração Política da relação futura. Ambos concordaram que as discussões técnicas devem prosseguir”, informou a Comissão Europeia num comunicado divulgado após a conclusão da reunião.

O encontro entre Barnier e Barclay aconteceu horas depois de o Governo britânico ter enviado à União Europeia “documentos técnicos confidenciais que reflectem as ideias que o Reino Unido tem avançado” para rever o Acordo de Saída rejeitado pelo parlamento britânico.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, tem-se manifestado convicto de que é possível conseguir alterações ao Acordo de Saída firmado em novembro por Bruxelas e pela sua antecessora, Theresa May, nomeadamente substituir o ‘backstop’, e obter um acordo até à cimeira europeia.

Se não conseguir um acordo até 19 de Outubro, nem conseguir autorização do parlamento britânico para uma saída sem acordo, Johnson terá de cumprir a lei que obriga o Governo a pedir um adiamento da saída por três meses, até 31 de Janeiro.

Contudo, um novo adiamento do ‘Brexit’, inicialmente previsto para 29 de Março, requer a concordância unânime dos restantes 27 Estados membros da UE, que se reunirão no Conselho Europeu de 17 e 18 de Outubro.

Outras Notícias