Tempo seco para logo à noite em Santa Cruz faz antever enchente para a procissão do ‘Santo Amaro’

Neste penúltimo de seis dias de festa a devoção atrai atenções ao primeiro grande arraial do ano

14 Jan 2020 / 13:07 H.

Hoje ao princípio da noite a cidade de Santa Cruz vive um dos pontos altos das Festas de Santo Amaro com a realização da emblemática e muito concorrida procissão entre a capela evocativa do orago - que é padroeiro da freguesia - e a igreja matriz, prevista realizar-se pelas 20 horas.

Sem previsão de chuva e com 18 graus de temperatura do ar, tudo se conjuga para uma enchente nas artérias centrais da cidade, onde todos os anos, no dia 15 de Janeiro, comemora-se o Santo Amaro. A festa religiosa celebrada na sede do concelho, em honra do santo com maior devoção pela população de Santa Cruz, começou já na última sexta-feira, terminando amanhã amanhã à noite os seis dias de muita festa, com o tradicional varrer dos armários pelo Grupo de Romarias Antigas do Rochão.

Diversos artistas, barracas de comes e bebes e muita animação fazem do Santo Amaro o primeiro grande arraial do ano na Ilha da Madeira. Hoje não é excepção. Logo à noite, depois das cerimónias religiosas a festa volta a centrar atenções na praça junto ao mercado municipal, onde irão actuar o Grupo Folclórico da Casa do Povo de Santa Cruz (22h30) e meia hora depois os Spot The Difference. Animação que se estende até de madrugada, esta noite com os DJ´s Petter e Américo Nunez.