PSD reconhece “trabalho meritório dos nadadores-salvadores da Madeira”

15 Mar 2019 / 13:08 H.

“O Grupo Parlamentar do PSD reconhece o trabalho meritório que tem sido feito pelos nadadores-salvadores naquilo que são as suas competências, em virtude das emergências de salvamento, mas também na salvaguarda e prevenção das populações e no zelo pelas praias e zonas balneares”, afirmou o deputado Rómulo Coelho, numa visita às instalações da Associação SANAS-Madeira, no Aterro Marítimo do Aeroporto.

O deputado salientou que a Madeira tem “características únicas e ímpares” ao nível das actividades marítimas e da utilização dos espaços balneares, o que leva a uma grande procura por parte dos residentes e de quem nos visita.

Rómulo Coelho lembrou que os nadadores-salvadores têm agora um novo regime jurídico, o qual devido às particularidades da Madeira, necessita de ser adaptado à realidade regional.

Nesse sentido, e porque se trata de uma matéria “vital” para a Madeira, que tem por base a salvaguarda da população e dos turistas, o Grupo Parlamentar do PSD deu entrada de um requerimento, na Assembleia Legislativa da Madeira, para a constituição de um grupo multidisciplinar, “com o objectivo claro de analisar a adaptação do regime jurídico do nadador-salvador, para que este seja, de facto, uma mais-valia para a Região”.

Rómulo Coelho salientou que este grupo de trabalho deverá envolver não só os deputados da Assembleia Legislativa, como também membros do Governo Regional, da Autoridade marítima, neste caso a Capitania, da Associação de Municípios da Madeira, e de nadadores-salvadores profissionais. Tudo isto “para que sejam encontradas as melhores soluções e mecanismos para a adaptação deste regime jurídico”, no sentido de salvaguardar a população e de preservar as zonas balneares, mas também para que o trabalho efectudo pelos nadadores-salvadores possa ser “valorizado e reconhecido” e a carreira seja uma mais-valia para quem a exerce.

Outras Notícias