PSD Funchal acusa Câmara Municipal de “penalizar a tradição e o espírito de Natal”

26 Nov 2019 / 12:55 H.

O PSD Funchal lamenta a decisão da Câmara Municipal do Funchal (CMF) de indeferir o pedido para a habitual colocação das tradicionais barraquinhas de Natal na Placa Central da Avenida Arriaga, considerando que é uma “decisão inédita e sem precedentes”, ao dar um ultimato de 24 horas, para que as mesmas venham a ser retiradas do local.

A posição dos social-democratas em relação à notícia publicada hoje pelo DIÁRIO, surge através de comunicado, onde destacam a “postura inaceitável, inqualificável e irresponsável” da CMF, que “não só descarateriza aquele que é um dos seus principais e mais emblemáticos espaços nesta quadra natalícia, penalizando a tradição e o espírito de Natal que é tão característico da população madeirense e contagiante a todos os que nos visitam, como prejudica toda a actividade comercial inerente à quadra”.

O PSD estranha ainda que, após largos anos desta tradição, “só agora a CMF venha a alterar a sua posição em relação aos licenciamentos necessários para exercer a actividade naquele espaço”, demonstrando “insensibilidade face à época em questão”. Esta decisão “deixa transparecer interesses obscuros que põem em causa as tradições da nossa ‘Festa’ e revelam, ao mesmo tempo, a total ausência de visão sobre o contributo que a animação turística proporciona ao maior sector da actividade económica da Região”, acusa o PSD.