Programa de Saúde Oral da RAM “começa a atingir as metas propostas”, diz Pedro Ramos

A Madeira conseguiu reduzir em 22% a taxa de cáries dentárias até aos 6 anos de idade

04 Dez 2019 / 16:57 H.

O Secretário Regional da Saúde e Protecção Civil referiu esta manhã, na Calheta, que o Programa Regional de Saúde Oral abrangeu, no ano lectivo 2018/2019, 279 escolas, com 530 acções de formação, educação e sensibilização, atingindo 18 mil aluno, nas suas várias fases de escolaridade, desde a pré-escola ao segundo ciclo.

Sobre esta matéria, Pedro Ramos deixou duas mensagens importantes. Alertou as crianças para a importância de lavar os dentes todos os dias e pediu às pessoas para que tenham mais responsabilidade na questão da saúde oral.

O governante esteve na Escola Básica do Lombo da Guiné, no Arco da Calheta, por ser “um exemplo” no cumprimento deste programa estabelecido com a Secretaria Regional de Educação através de uma carta de compromissos.

“Queremos chamar mais escolas para seguir este exemplo”, alertou Pedro Ramos, salientando que todos nós temos responsabilidades no que se refere ao programa na área da saúde pública, à estratégia e promoção da saúde, bem como à prevenção da doença.

Ao fim de vários anos, a Madeira começou a “atingir as metas” propostas no programa de saúde oral da Região, tendo conseguido reduzir em 22% a taxa de cáries dentárias até aos 6 anos de idade.

“Outras metas terão de ser atingidas, mas dependem das condições financeiras para o programa poder prosseguir”, referiu o governante, apelando à “colaboração do poder local”, como fez a Autarquia da Calheta, liderada por Carlos Teles, que não só tem apoiado a população em termos de saúde oral, mas também na promoção da saúde e da prevenção da doença através do programa ‘enfermeiro de família para todos’ ou do programa ‘Mais enfermeiros para todos os idosos da RAM’, que visa dotar enfermeiros a todos os idosos.

Outras Notícias