Paulo Neves defende entendimento entre UE e Reino Unido sobre Brexit

14 Jun 2019 / 12:46 H.

O deputado Paulo Neves confrontou o Ministro dos Negócios Estrangeiros com as deficiências no atendimento no consulado de Portugal em Londres. O deputado, eleito pelo PSD-Madeira, lembrou a sua recente deslocação a Londres e a Manchester para pedir o “reforço de meios humanos e técnicos” no Consulado na capital britânica.

Também a Venezuela mereceu a atenção do deputado que pediu ao governo português para “tudo fazer para que exista uma convergência entre os vários grupos de países que acompanham a crise na Venezuela para que juntos pressionem a realização de eleições livres e um Plano de Reconstrução da Venezuela”.

Quanto ao Brexit o deputado madeirense defendeu “um entendimento entre Londres e Bruxelas que seja benéfico para o Reino Unido, para a União Europeia e Portugal em particular”. Paulo Neves discorda de “braços de ferro” entre o Reino Unido e União Europeia.

Paulo Neves, nesta intervenção perante o Ministro dos Negócios Estrangeiros na Assembleia da República, defendeu ainda o reforço da Rede Diplomática de Portugal em África e na Ásia, dando exemplos como a Costa do Marfim, o Gana, as Filipinas e o Vietname.

Também lamentou que a companhia aérea TAP não sirva uma Estratégia de Política Externa de Portugal, referindo não ser aceitável que não existam ligações aéreas directas entre Portugal e a China, Japão, Coreia do Sul, Bangkok, Buenos Aires, Bogotá, Cidade do Panamá e Cidade do México cidades ou ‘hubs’ de enorme importância.