Madeira acolhe simpósio subordinado ao tema ‘Artesanato no Atlântico – Rumos e Inovação’

24 Abr 2019 / 19:01 H.

O Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, irá promover no próximo dia 3 de maio pelas 9h00, no auditório da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas – Edifício Golden Gate, o simpósio subordinado ao tema: “Artesanato no Atlântico – Rumos e Inovação”.

Sendo as Artes e Ofícios tradicionais um dos setores culturais e também económicos das cadeias de produção local das regiões atlânticas e por isso merecedor do adequado acompanhamento nos desafios que o mercado global dos nossos dias apresenta, interessa propiciar aos artesãos e demais interessados das artes e ofícios tradicionais, um espaço de reflexão e debate acerca do novos desafios e rumos que se apresentam ao artesanato como forma distinção da identidade de uma região.

Nesse sentido, o IVBAM, IP-RAM, dando continuidade aos processos de acompanhamento deste setor, considera necessária a promoção deste tipo de iniciativas, fomentando para o efeito, um simpósio de debate dedicado ao artesanato regional cujo alinhamento será categorizado em painéis tais como: “As políticas de estímulo ao artesanato em Portugal”; “As tendências de moda, design e mercado para o artesanato”; “As intervenções de inovação Valorização e qualificação do artesanato”; entre outros painéis com casos práticos e projetos de sucesso na área do artesanato.

A participação neste simpósio fica marcada pelo convite a outras regiões atlânticas que têm acompanhado e ultrapassado os desafios inerentes ao artesanato. O Simpósio a ter lugar no próximo dia 3 de maio, pretende-se que seja um fórum aberto e dinâmico, pois contará com a participação de representantes dos parceiros do projeto comunitário vindos dos Açores, Canárias e de Cabo Verde. Contará ainda, como a colaboração Centro de Formação Profissional para o Artesanato (CEARTE).

Esta iniciativa está inserida no âmbito do projeto Comunitário Interreg MAC “Capacitar pela Inovação, Craft & Art cofinanciada em 85%, sendo que o restante montante é suportado pelo orçamento regional.

Outras Notícias