Lopes da Fonseca diz que Orçamento Regional para 2020 é “o melhor desde 2015”

16 Jan 2020 / 14:35 H.

O líder parlamentar do CDS fez hoje uma analise ao Orçamento Regional para 2020, considerando-o “o melhor orçamento regional desde de 2015” por entender que privilegia “a coesão e a justiça social”, sendo “equilibrado e responsável”.

Segundo António Lopes da Fonseca, o primeiro orçamento realizado pelos dois partidos que compõem a coligação governamental – PSD/CDS – privilegia todas as secretárias, permitindo “manter e até mesmo reforçar o seu investimento e funcionamento”.

Quanto à área da saúde, revela o reforço de verba para a redução das listas de espera em cirurgia, na ordem dos 5 milhões de euros, além do reforço de 12,2 milhões de euros nos cuidados continuados.

António Lopes da Fonseca entende ainda que este orçamento reforça “o investimento para os passes sociais, com 7,2 milhões de euros”, para além de privilegiar as famílias e as empresas com menos carga fiscal ao colocar a taxa de IRC nos 11,9% e ao devolver cerca de 17 milhões de euros através do IRS, “ao contrario do Orçamento de Estado onde há aumento de impostos”, sustenta o líder parlamentar, recordando que este orçamento “reduz em 245 milhões de euros os encargos com a dívida” graças ao “entendimento que houve entre o CDS e o PSD na elaboração do programa de governo e este orçamento”.