Investigadores da Madeira envolvidos em projecto distinguido

14 Mai 2019 / 12:00 H.

Investigadores do ITI/LARSYS e do Instituto Superior Técnico desenvolvem projecto inovador na área da robótica que vence menção honrosa da Exame Informática para “Os Melhores do Portugal Tecnológico” na área de Software.

O projecto Feedbot é um projecto exploratório da parceira Internacional Carnegie Mellon Portugal (https://www.cmuportugal.org/exploratory-research-projects/) liderado por Manuel Marques, investigador do Instituto de Sistemas e Robótica do Instituto Superior Técnico e tem como co-investigadores principais Nuno Nunes, pelo ITI Madeira e Manuela Veloso pela Universidade de Carnegie Mellon que actualmente lidera a equipa de investigação em Inteligência Artificial do banco J. P. Morgan.

O objectivo do projecto Feedbot é desenvolver um braço robótico portátil que permita a pessoas com paralisias (cerebrais ou provocadas por doenças degenerativas como Alzheimer) se alimentarem autonomamente. O líder da equipa de investigação Manuel Marques sofre ele próprio de paralisia cerebral e quis desenvolver esta tecnologia para ajudar as pessoas com mobilidade reduzida a terem uma vida mais autónoma.

O projecto tem a duração de um ano e encontra-se em fase de testes no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral Calouste Gulbenkian. Os testes são liderados pela equipa do ITI Madeira que se especializa em interação humano-computador. Este projecto é um exemplo do potencial das tecnologias robóticas adaptativas que permitem que pequenos robots (neste caso um braço) se possam adaptar autonomamente ao ambiente envolvente ajudando as pessoas em tarefas complexas. O projecto Feedbot recebeu financiamento da Fundação para a Ciência e Tecnologia no âmbito da parcerias Carnegie Mellon Portugal.

O M-ITI – Madeira Interactive Technologies Institute é um Instituto de inovação, tal como definido pelos estatutos da Universidade da Madeira que, estabeleceu como um associado independente, sem fins lucrativos, organizado pela P&D, cujos membros fundadores são a Universidade da Madeira, Madeira Tecnopolo SA e Carnegie Mellon University. O M-ITI, opera no domínio interdisciplinar da interação Homem-computador encapsulando contribuições da ciência da computação, psicologia e design, a fim de abordar/envolver-se em importantes desafios científicos e tecnológicos que são relevantes para a sociedade e têm um impacto económico significativo.

O trabalho do Instituto concentra-se, principalmente, em inovação nas áreas de ciência da computação, interação Homem-computador e tecnologia de entretenimento.

Desde 2011, o M-ITI faz parte do LARSyS, uma associação de seis unidades de I & D com base em quatro universidades portuguesas: Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa, Universidade dos Açores e a Universidade da Madeira.