Iniciativa Liberal diz que cartazes de propaganda política são incompatíveis com a quadra natalícia

07 Dez 2018 / 16:38 H.

Em comunicado dirigido à imprensa, a Iniciativa Liberal diz que a cidade do Funchal “encontra-se pejada” de cartazes de propaganda dos partidos políticos de muitos e variados tamanhos dando-lhe um aspecto incompatível com o período festivo em que vivemos.

“A lei dá aos partidos o direito a fazer campanha quando entenderem. Entendemos que a procura do benefício marginal de cada partido está a prejudica-nos colectivamente. Propomos a todos os demais partidos que se comprometam a fazer uma moratória até ao início de Janeiro nos cartazes, retirando todo o material de propaganda espalhado pelas cidades, tornando-as ainda mais belas, e de acordo com o espírito que esta época do ano nos deve proporcionar”, refere.

Explica que esta posição política pretende dar voz a um debate que se deu numa rede social há alguns dias sobre o mesmo assunto, onde a esmagadora maioria das pessoas que participaram nesse debate também se manifestou em favor de uma moratória na campanha baseada em cartazes.

“Parece-nos que estando as eleições europeias, legislativas nacionais e autonómicas ainda a suficiente distância, e tendo sido feito um investimento de mais de um milhão de euros em iluminação com o dinheiro de todos nós, ser uma péssima ideia prejudicar esse efeito com cartazes dos partidos com mensagens que nada têm a ver com a época que festejamos e que estão expostas há bastante tempo. Já foi possível a todos ver o que uns dizem ter cumprido e o que outros dizem não ter sido cumprido”, sustenta, acrescendo que “não é por causa de um cartaz que possa ver no meio da rua por estes dias que a opinião [do público] vai mudar”. A cidade do Funchal encontra-se pejada deste tipo de propaganda de muitos e variados tamanhos dando-lhe um aspecto incompatível com o período festivo em que vivemos.

Outras Notícias