Esta quarta-feira na Madeira, 19 de Junho, em 5 números

19 Jun 2019 / 22:00 H.

185 mil de apoio à Volta

O conselho de Governo, reunido hoje na Quinta Vigia, decidiu atribuir 185 mil euros ao Club Sports da Madeira, para a realização da ‘Volta à Ilha da Madeira – Rally Histórico’, a realizar nos dias 19, 20 e 21 de Julho.

O Governo Regional justifica o apoio por se tratar de um novo evento, que vem assinalar os ‘60 anos da realização da 1.ª volta à Ilha da Madeira em automóvel’ e os 40 anos de integração do Rali Vinho da Madeira no campeonato da Europa de Ralis FIA.

1500 alunos realizaram exames

Cerca de 1500 alunos da Madeira realizaram-se hoje os Exames Finais Nacionais de Física e Química A e Geografia A do 11.º de escolaridade (Ensino Secundário).

Decorreram também, a Prova de Aferição de Matemática e Estudo do Meio do 2.º ano de escolaridade, do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Uma prova realizada em 88 escolas, por 2.323 dos 2.448 alunos inscritos, o correspondente a uma taxa de participação de 94,9%.

36 milhões de dívida na CMF

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, confirmou hoje que a autarquia reduziu a sua dívida de 54,4 milhões para 36 milhões, considerando que se trata de um “resultado excepcional” que representa “a menor dívida desde o ano 2000”.

Declarações feitas na reunião semanal da CMF, onde foram aprovadas as contas consolidadas do município do Funchal que incluem os resultados das duas empresas municipais Sociohabita e Frente MarFunchal.

10,7 milhões para empresas

O Governo Regional, através do Instituto de Desenvolvimento Empresarial, apresentou hoje o Sistema de Incentivo (SI) Valorizar que irá disponibilizar fundos na ordem dos 10,7 milhões de euros.

Essas verbas são destinadas às empresas e visam garantir uma maior eficiência energética dos seus negócios.

15 mil desempregados

Hoje ficou a saber-se que o desemprego na Madeira, no passado mês de Maio, atingiu 15.743 pessoas, o que representa o valor mais baixo desde Janeiro de 2011.

Os dados divulgados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), mostram que a Região acompanhou a quebra acentuada do desemprego a nível nacional.