Época balnear fecha com duas mortes nas praias da Madeira

Banhista russa foi vítima de afogamento na Praia Formosa e turista portuguesa sucumbiu a doença súbita em praia no Porto Santo

16 Out 2019 / 18:52 H.

A Praia Formosa, no Funchal, e a Praia do Ribeiro Salgado, na ilha do Porto Santo, figuram na lista de estâncias balneares da Autoridade Marítima Nacional onde ocorreram acidentes mortais durante a época balnear de 2019.

Entre 1 de Maio e 15 de Outubro, a Autoridade Marítima contabilizou 19 acidentes mortais nas praias portuguesas, de acordo com o balanço divulgado no final da tarde desta quarta-feira.

A maioria das mortes teve como causa provável o afogamento (12), sendo as restantes 7 motivadas por doenças súbita.

Ainda no cômputo nacional, a maioria dos acidentes mortais tiveram lugar em praias não vigiadas e não concessionadas (8) e 5 ocorreram em praias marítimas fora da época balnear.

Foi o caso da mulher de 40 anos, de nacionalidade russa, que sucumbiu a um afogamento na Praia Formosa, a 23 de Setembro, já após o encerramento do período de vigilância da praia do Funchal, que vigorou de 1 de Junho a 15 de Setembro.

A Autoridade Marítima dá conta ainda que 3 mortes registaram-se em praias vigiadas, tendo uma delas ocorrido na Praia do Ribeiro Salgado, na ilha do Porto Santo, no dia 30 de Agosto, que vitimou uma mulher de 76 anos, de nacionalidade portuguesa, acometida de doença subida.

Outras 3 mortes ocorreram em zonas marítimas não vigiadas, refere aquele organismo.

Não obstante, os nadadores-salvadores licenciados pela Autoridade Marítima Nacional prestaram 502 salvamentos e 786 acções de primeiros socorros nas estâncias balneares.