‘Descartados’ 230 lesados do Banif

04 Dez 2019 / 07:00 H.

A edição desta quarta-feira do DIÁRIO faz manchete com a notícia de que 230 lesados do Banif foram considerados não elegíveis para beneficiarem do fundo de recuperação. O relatório realizado pela Comissão de Peritos Independente da Ordem dos Advogados considerou que mais de dois mil lesados ficam elegíveis, a maioria da Madeira e Açores, mas também das comunidades.

Nesta edição fica-se a saber, ainda, que a feira do Santo da Serra, que regressa no domingo, após o contrato celebrado entre a Associação de Feirantes e a Diocese do Funchal, já tem a permissão da autarquia de Machico. É que, afinal, se descobriu que o terreno da feira fica situado neste município e não em Santa Cruz.

Ainda ao nível das autarquias, referência para o facto de a Câmara Municipal do Funchal aprovar um regime de excepção, previsto no Plano Director Municipal (PDM) do Funchal, que vai permitir que a Investimentos Habitacionais da Madeira (IHM) construa um novo bairro, com 48 fogos de habitação colectiva, em São Gonçalo.

A entrevista do presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, ao DIÁRIO é outro tema forte desta edição. “Casamento de conveniência pode acabar em amor” é uma frase importante proferida pelo político centrista, que faz elogios à coligação PSD/CDS e revela que o ‘Parlamento com Causas’ começa com uma conferência sobre as alterações climáticas

Outra notícia em destaque nesta edição dá conta que a empresa madeirense ‘Interlog’, detida pela ‘Taboada e Barros’, vence processo de milhões contra a multinacional alemã ‘Tech Data’. O Tribunal da Relação de Lisboa condenou a empresa germânica a pagar 5,7 milhões de euros.

O terceiro furto ao Laboratório de Saúde Pública, no curto espaço de dois meses, é outra notícia desenvolvida nesta edição de quarta-feira. Do espaço desaparecerem mais de 150 garrafas de álcool.

Tudo isto e muito mais para ler na edição de hoje do DIÁRIO.

Boa leitura!

Outras Notícias