CTT apresentam selos autoadesivos da Madeira

13 Jan 2020 / 10:38 H.

Os CTT lançaram, este mês de Janeiro, uma emissão de selos autoadesivos sobre vários temas como, instrumentos musicais nacionais, brinquedos antigos, a festa da flor, castelos e fortificações e frutas de Portugal, todos relacionados com a Madeira.

Nesta emissão filatélica, o instrumento musical nacional representado é uma das imagens de marca da Madeira, o brinquinho ou bailhinho (Instrumento de percussão de fabrico artesanal, utilizado pelos grupos folclóricos para marcar o compasso e como acompanhamento de vozes e música).

Outra das imagens representadas é o taxi português (com as cores regionais), um popular brinquedo do início do século XX, que chegou a ser líder no mercado mundial do fabrico de miniaturas.

Já a Festa da Flor, que se celebra na Madeira na Primavera, surge representada em selo, como forma de homenagear estas “maravilhas da natureza”.

A Fortaleza de São João Baptista, situada no Funchal, é a imagem representada no selo alusivo aos castelos e fortificações de Portugal. Edificada na segunda metade do século XVII, sob a égide da dinastia Filipina, a Fortaleza de S. João Baptista do Pico foi entregue à Marinha, em meados do século XX, que ali instalou o Centro de Comunicações da Armada, ficando conhecida popularmente por Pico-Rádio. A Fortaleza mantém a sua estrutura original, de traça maneirista e com quatro baluartes pentagonais.

Por fim, o último selo da emissão é sobre um fruto denominado anona da Madeira, provavelmente originária do Peru e do Equador e foi introduzida na Madeira no século XVII pelos madeirenses que voltavam da América do Sul, no seguimento da descoberta de novos territórios. Em 2000, a União Europeia concedeu à anona da Madeira o estatuto de Denominação de Origem Protegida.

Esta emissão filatélica é composta por quatro selos para envio na Europa até 20g, com uma tiragem de 240 mil cada. O design dos selos esteve a cargo de Túlio Coelho, do Atelier Design&etc.

As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas dos Restauradores, em Lisboa, Munícipio II, no Porto, Zarco, no Funchal, e Antero de Quental, em Ponta Delgada.