Associação Luso-Alemã acredita que acidente “não vai afectar” relação bilateral

18 Abr 2019 / 18:47 H.

A Associação Luso-Alemã sublinha que o acidente na Madeira, que vitimou 29 pessoas, foi “um drama” mas acredita que “não vai prejudicar as boas relações entre Portugal e a Alemanha, também do ponto de vista turístico”.

O presidente da Associação Luso-Alemã, Michael W. Wirges sublinha que “foi um acidente, que também poderia ter acontecido noutro país, ou então com turistas de outras nacionalidades”.

“Calhou de serem alemães, infelizmente. Foi um acidente muito trágico e ficamos todos muito consternados”, revelou.

A Alemanha é o país de origem da maioria dos turistas estrangeiros da Região Autónoma da Madeira, com mais de 2 milhões de dormidas em 2018, seguidos por 1, 9 milhões de turistas britânicos.

“Os alemães estão a pensar de uma forma negativa nos autocarros que estão a circular em Portugal, talvez seja isso. Eu próprio tenho uma viagem marcada, agora em maio, de dez dias. Vamos de autocarro de Lisboa até ao norte (...) e claro que também tenho um pouco de medo, mas penso que não são todos os autocarros portugueses que têm defeito”, sublinhou Michael Wirges.

“Os autocarros que transportam turistas, em qualquer lado (não apenas em Portugal), deviam ser melhor controlados, na sua técnica e na sua segurança, para se certificarem de que acidentes destes não acontecem”, defendeu o presidente da Associação Luso-Alemã / Deutsch-Portugiesiche Gesellschaft (DPG).

O primeiro-ministro português, António Costa, declarou, hoje, que importa apurar as causas do acidente mas que, seguramente, “não mancham o prestígio internacional da Madeira como grande destino turístico”.

Para o presidente da Associação Luso-Alemã, cancelamentos nas reservas para a Madeira, são pouco prováveis.

Michael Wirges frisa que a grande preocupação agora é perceber qual a identidade das vítimas.

“De momento só estamos preocupados em que haja pessoas da nossa associação envolvidas no acidente. Os alemães estão todos pendentes dos nomes, querem perceber se têm familiares ou conhecidos entre as vítimas”, declarou.

Pelo menos 29 pessoas morreram no acidente com um autocarro que transportava turistas alemães em Santa Cruz, na Madeira.

Uma das vítimas morreu no hospital central do Funchal, onde deram entrada outros 27 feridos, dois dos quais portugueses.

As vítimas mortais, 11 homens e 18 mulheres, são todas alemãs.

Outras Notícias