1.328 profissionais contratados pelo SESARAM no ano passado

02 Jan 2020 / 18:23 H.

O secretário da Saúde pediu aos novos jovens médicos do SESARAM que escolham as especialidades com maiores necessidades, para que o serviço possa continuar a caminhar. Pedro Ramos falava, hoje, na cerimónia de recepção aos jovens médicos internos no Hospital Dr. Nélio Mendonça. No SESARAM foram recebidos 40 jovens médicos internos de formação geral e 37 jovens médicos internos de formação especifica, mais conhecida pelas especialidades médicas e cirúrgicas.

De acordo com o governante, no ano passado, o SESARAM contratou 1.328 profissionais desde a medicina, à enfermagem, passando pelas áreas clínicas e não clínicas. Pedro Ramos lembrou o trabalho que foi feito no ano transacto, nomeadamente na remuneração dos profissionais de saúde. “A partir deste ano voltamos a recuperar o subsídio de fixação, no valor de 700 euros”, referiu. Além deste, outros subsídios serão dados para que mais profissionais se queiram fixar na Região.

O índice de mortalidade infantil mais baixo do país é motivo de orgulho para a Região, que tem apostado nos cuidados de saúde primários. Nos próximos cinco anos, o SESARAM terá 13 vagas para os cuidados de saúde primários.

“Nós vamos ser exigentes porque queremos prepará-los da melhor forma”, admitiu.