‘MADEIRADiG’ prossegue hoje no John dos Passos

04 Dez 2019 / 14:58 H.

Após quatro noites de concertos no auditório do MUDAS, é a vez do palco do Centro Cultura John dos Passos receber mais uma actuação ao vivo no âmbito do ‘MADEIRADiG – Festival Internacional de Música e Arte Digital’, cuja 16.ª edição acontece este ano, de 29 de Novembro e 7 de Dezembro, entre a Ponta do Sol e a Calheta.

Desta feita, o palco hoje (dia 4 de Dezembro), recebe o percussionista madeirense Daniel Bolba em duo com Diogo Carriço a partir das 21h30. A entrada é livre, limitada à lotação do espaço.

A performance desta noite fará uso de uma fusão tímbrica entre piano e vibrafone, juntando sons guturais de percussão ao frenético ruído dos glitches digitais, “uma renovada coligação entre o acústico orgânico e as extensões electrónicas permitidas pela tecnologia actual”, é o que promete o duo com origem em Amesterdão.

Ambos, artistas residentes na cidade holandesa, em colaboração com o artista audiovisual e programador Jilt van Moorst, propõem uma performance demonstrativa das possibilidades de criação e composição musical e performática através de dispositivos sensores de corpo e mãos e fazendo uso da tecnologia da Realidade Virtual. Um projecto que foi desenvolvido durante uma residência artística a no passado mês de Setembro na Universidade de Artes de Amesterdão, com o apoio da Academia de Cinema Holandesa e da Academia de Realidade virtual de Amesterdão.

Também patentes no Centro Cultural John dos Passos estão duas instalações audiovisuais, parte da programação do ‘DiG 2019’: ‘Bird of Paradise’, de Rui Pinheiro e ‘Sense of Place’, de Geral Estadieu e de Carlos Sena Caires, outro artista visual madeirense que pela segunda vez mostra trabalho no ‘MADEIRADiG’.

A programação decorre até dia 7 de Dezembro, com a performance de Margarida Menezes a acontecer amanhã, no mesmo horário, no John dos Passos. Sexta-feira, o ‘DiG’ regressa ao auditório do MUDAS para os concertos de Heather Leigh e Keiji Haino.