Tempestade de neve leva Madrid a criar gabinete de crise

Madrid /
05 Fev 2018 / 15:14 H.

O Governo espanhol criou hoje um gabinete de crise para responder aos problemas causados pela tempestade de neve que afeta parte de Espanha, nomeadamente infraestruturas de transporte com o encerramento de metade das pistas do aeroporto internacional de Madrid.

Esse gabinete, que é presidido pelo ministro do Fomento, Ínigo de la Serna, foi criado devido “à complicada situação meteorológica que afeta as infraestruturas”, de acordo com a Efe que cita fontes governamentais.

A tempestade provocou, até agora, cortes na circulação ferroviária nas Astúrias e Catalunha e obrigou a limitar a 160 quilómetros por hora a velocidade nalguns trajetos dos comboios de alta velocidade que alcançam os 300 quilómetros por hora.

A neve, que começou a cair às 10:00 (09:00 de Lisboa) na região de Madrid, também afetou o aeroporto internacional Adolfo Suárez Madrid Barajas, onde duas das quatro pistas foram encerradas para limpar a neve, e a empresa que faz a gestão do tráfego aérea prevê atrasos nos voos ao longo do dia. Pelo menos 25 voos foram cancelados hoje.

A tempestade também complicou o tráfego de veículos em cerca de 350 estradas de Espanha e algumas escolas foram encerradas, com os alunos a terem de ficar em casa.

Outras Notícias