Mais de 200 crianças-soldados foram libertadas no Sudão do Sul

Sudão /
18 Abr 2018 / 12:41 H.

Mais de 200 crianças-soldados foram libertadas por grupos armados no Sudão do Sul, país dividido pela guerra civil, como parte de uma série de libertações de quase mil crianças que ocorrerá nos próximos meses.

Segundo as Nações Unidas, o Sudão do Sul tem um dos maiores números de crianças-soldados do mundo.

Estima-se que 19.000 crianças estejam integradas em grupos armados envolvidos numa guerra civil que dura há cinco anos no país e que matou dezenas de milhares e deslocou milhões de pessoas.

Na cerimónia de “entrega das armas”, que ocorreu na terça-feira, 112 meninos e 95 meninas foram devolvidos às suas famílias em áreas próximas a Yambio, no sudoeste do país.

Até ao momento, a ONU já libertou mais de 2 mil crianças-soldados no Sudão do Sul.

Apesar do progresso e do compromisso do Governo em deter o recrutamento de crianças, grupos de defesa dos direitos humanos afirmam que essa prática continua no país.