Madeirenses retidos em Lisboa queixam-se de “abandono”

Foram colocadas camas no Aeroporto de Lisboa.

Lisboa /
20 Abr 2018 / 12:05 H.

O cancelamento de dezenas de voos durante o dia de ontem no Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo gerou descontentamento entre os passageiros da TAP. Alguns madeirenses retidos em Lisboa queixam-se de “abandono” e afirmam que, como não existiu hotéis para tanta gente passar a noite, tiveram de ficar “por conta própria”, entregues à sua sorte.

Um dos passageiros garantiu ao DIÁRIO que na noite de ontem só houve hotel para idosos e pais com crianças, sendo que os mesmos tiveram prioridade na viagem de hoje e têm chegada prevista à Madeira ao início da tarde. “Os restantes só devem chegar à noite”, lamenta.

Disse ainda que no Aeroporto de Lisboa foram colocadas camas para os turistas que ficaram presos nas ligações, tal como ilustra a fotografia, salientando que quem está fora do Aeroporto não tem garantia de hospedagem porque os hotéis estão lotados.

“Ouvi dizer que dão um voucher de 60 euros e vales de comida. Mas 60 euros para encontrar um hotel em Lisboa não é fácil. Só lugares mesmo muito baratos e longe do Aeroporto e se não estiverem cheios”, reforça.

De referir que, tal como foi noticiado, o vento forte que se fez sentir ontem na Madeira provocou o cancelamento de 26 voos, entre chegadas e partidas.

Tópicos

Outras Notícias