Marítimo festeja 108 anos como um clube “do povo”

20 Set 2018 / 19:23 H.

O Marítimo celebrou hoje 108 anos de existência com um dia recheado de festividades, encerrado com a presença de atletas e membros da direção na Praça Central do Funchal para cantar os parabéns.

O plantel principal e respetiva equipa técnica, jogadoras da equipa de futebol feminino, entre outras atletas, e alunos do Colégio do Marítimo encheram a Avenida Arriaga, o que deixou o presidente Carlos Pereira orgulhoso.

“Num dia de aniversário, tenho de estar feliz porque também tenho muita gente feliz à minha volta e isto é a demonstração de que o Marítimo é um clube do povo, nasceu no povo e continua no meio do povo”, afirmou o dirigente, que considerou uma “demonstração da vitalidade” do clube.

Carlos Pereira destacou o trabalho das delegações e o crescimento do Marítimo no estrangeiro, tendo mais de 7.000 atletas lá fora em comparação com os 3.000 na Madeira e elogiou os resultados nas mais diversas modalidades.

“Tenho que estar satisfeitíssimo porque a equipa de futebol feminino foi à I Divisão, fizemos a nossa manutenção no futsal, estamos na I Divisão de juniores, estamos com os sub23 na Liga Revelação, estamos com a equipa B. Tudo isto a nível nacional”, referiu.

Isso não invalida a vontade em querer continuar a crescer e a progredir e o presidente dos ‘verde rubros’ salientou os objetivos que quer atingir em breve.

“Ao estatuto que ostenta a nível nacional, o Marítimo não tem as condições ideais de trabalho. Vamos continuar a trabalhar para, em primeiro lugar, finalizar o estádio. Depois, pensar na academia e, como não podia deixar de ser, pois é algo que quero concluir o mais rapidamente possível, o museu do Marítimo”, revelou.

Várias figuras de peso marcaram presença no momento de cantar os parabéns tal como o presidente da Câmara do Funchal, Paulo Cafôfo, e o presidente do Governo Regional madeirense, Miguel Albuquerque.

Miguel Albuquerque destacou o Marítimo como “instituição”, que além da componente desportiva, também tem sido importante para a Madeira em termos educativos.

“O Marítimo tem apresentado um trabalho muito importante ao nível do desporto de alta competição, na diversidade de opções para a prática de desporto e na área da educação e formação”, disse, referindo os exemplos do Colégio do Marítimo e ainda do torneio Marítimo Centenário.