A ‘lenda’ de Cristiano Ronaldo vai continuar na Juventus

Turim /
16 Set 2018 / 10:06 H.

O futebolista português Cristiano Ronaldo vai prosseguir a sua ‘lenda’ na Liga dos Campeões na Juventus em 2018/19, após um primeiro título no Manchester United e quatro, recheados com mais de uma centena de golos, no Real Madrid.

Com cinco títulos conquistados, o jogador natural da Madeira, onde nasceu há mais de 33 anos, está a um de igualar o feito ímpar do espanhol Francisco Gento, que venceu seis pelos ‘merengues’, de 1955/56 a 1959/60 e ainda em 1965/66.

Conseguindo-o por um terceiro clube diferente, depois da vitória pelos ‘red devils’ em 2007/08 e do ‘tetra’ pelos ‘merengues’, em 2013/14, 2015/16, 2016/17 e 2017/18, Ronaldo reforçaria ainda mais o seu estatuto de figura ímpar da prova.

No percurso para esse objectivo supremo, o ‘capitão’ da selecção lusa tem muitos outros parcelares, o principal, para ele, o de conseguir voltar a ser o melhor marcador, pela oitava vez, e reforçar o estatuto de ‘rei’ dos marcadores da competição.

Em 157 jogos - o primeiro pelo Sporting, numa pré-eliminatória com o Inter de Milão -, que fazem dele o segundo jogador que mais vezes atuou na prova e o primeiro entre os jogadores de campo, sendo batido apenas pelo guarda-redes Casillas, agora no FC Porto, Ronaldo já marcou 121 golos.

Finalizada a época 2017/18, o português conta mais 21 tentos do que o segundo da lista, o argentino Lionel Messi (100, em 125 encontros), e já mais 50 do que o terceiro, o espanhol Raúl González (71, em 142), jogador ao qual ‘roubou’ o estatuto de melhor marcador da grandiosa história do Real Madrid.

Cristiano Ronaldo, também o jogador com mais assistências (37) e golos de penálti (15), segundo as estatísticas da UEFA, foi o melhor marcador da ‘Champions’ nas últimas seis edições, em 2014/15 a par com os ‘catalães’ Messi e Neymar.

Nas restantes, foi sempre o melhor sozinho, com um recorde de 17 golos em 2013/14, que quase igualou em 2015/16, época em que marcou 16, e na temporada passada.

Em 2017/18, o ‘7’ do Real Madrid parou nos 15 tentos, mas depois de mais um registo ímpar, o de ter conseguido marcar em todos os jogos da fase de grupos, sendo que fez ainda melhor, ao repetir a dose nos dois jogos dos ‘oitavos’ de nos dois dos ‘quartos’.

Para a história, como o golo da época, entrou o ‘pontapé de bicicleta’ que marcou no reduto da Juventus, agora a sua equipa, e levou parte do público a aplaudi-lo: viria, depois a dizer, que essa foi uma das razões para mudar para Turim.

O futebolista luso marcou nos primeiros oitos jogos da ‘Champions’ da época, somando, assim, nove encontros consecutivos a facturar na prova, pois já ‘bisara’ na final de 2016/17, curiosamente também face à ‘Juve’.

Nas meias-finais, face ao Bayern Munique, e na final, com o Liverpool, ficou em ‘branco’, pelo que, na estreia pela Juventus, quarta-feira, no regresso a Espanha, para defrontar o Valência, vai, certamente, querer acabar com esta ‘seca’.

Além do conjunto ‘ché’, no qual alinha Gonçalo Guedes, são adversários da ‘velha senhora’, no Grupo H da competição, os ingleses do Manchester United, de José Mourinho e Diogo Dalot, e os suíços do Young Boys.

O muito esperado novo regresso de Cristiano Ronaldo a Old Trafford vai acontecer a 23 de Outubro, na terceira jornada da fase de grupos.

Outras Notícias