Companhia do Chapitô abre digressão internacional no festival de Madrid

24 Fev 2018 / 02:15 H.

A Companhia do Chapitô apresenta-se hoje no 35.º Festival de Outono na Primavera da Comunidad de Madrid, com “Édipo”, numa encenação de John Mowat, que fica em cena na capital espanhola até domingo.

“Édipo”, sobre a tragédia de Sófocles, antecipa a apresentação de “Electra”, a partir de Eurípides, que subirá ao palco do festival nos dias 02, 03 e 04 de março, abrindo uma digressão de 21 espetáculos, 19 dos quais em Espanha.

Até maio, a companhia atuará em salas do País Basco, de Castela e Leão e da Galiza. Em Portugal, apresentará “Electra”, em Benavente, no dia 15 de abril, e em Lousada, a 23 de abril.

Com direção de Cláudia Nóvoa e José Carlos Garcia, “Electra” é uma adaptação da tragédia homónima de Eurípides, e das suas diferentes versões, só que representada em estilo de comédia, e encenada apenas com colheres de sopa como adereço.

No palco vão estar três atores - Jorge Cruz, Nádia Santos e Tiago Viegas - que dão corpo às diferentes personagens.

A ação da peça centra-se em Electra, que dança até morrer e que mata a mãe, com a ajuda do irmão, porque esta matara o marido com a ajuda do amante.

Equador, Peru, Colômbia, Cuba e Rússia, em S. Petersburgo, são outras etapas na digressão da peça sem que haja ainda datas marcadas, como disse à Lusa fonte da Companhia.