PS em vantagem na capa do Público

Portugueses pagam mais caro pela electricidade. Nas outras notícias maiores também o calor que vem em força e o risco de incêndios que aumenta

22 Mai 2019 / 09:54 H.

A sondagem publicada esta manhã pelo jornal Público dá conta que os portugueses querem que o PS governe depois de Outubro. No gráfico o partido está em vantagem com 39% das intenções de voto, ao lado do PSD com 28%. O Presidente da República é mais popular entre os socialistas do que à direita, escreve ainda. A notícia principal é no entanto outra: “Governo acusado de não investir na segurança das linhas ferroviárias”. O relatório é da Infra-estruturas de Portugal. Chico Buarque não faz manchete, mas figura em quase todas as capas, depois de ter ganho o Prémio Camões.

Militares com casas baratas é a notícia maior no JN. O jornal coloca em gordas: ‘Militares com T6 por 200 euros’. Os imóveis de habitação social estão nas mãos de efectivos ou familiares com rendimentos acima da média. Ministério da Defesa quer corrigir a lei. Ainda neste matutino, a pressa que é inimiga dos peões. No Porto o número de mortes nas ruas preocupa Prevenção Rodoviária.

Em grande está também a factura da electricidade. O Correio da Manhã escreve que os portugueses pagam a energia mais cara da União Europeia. “Impostos e rendas pesam 55% na conta da luz”. A disputa em tribunal pelo prémio do Euromilhões é outro destaque desta edição. Foram 55 milhões pagos pela Santa Casa. Neste jornal ainda a morte do piloto de fórmula 1 Niki Lauda.

O i alerta para o Verão muito quente que aí vem e para as condições ainda mais favoráveis à ocorrência de incêndios. Portugal pode chegar ou ultrapassar os 43ºC durante vários dias, escreve, citando o portal AccuWether. O matutino diz que o calor chega em força em Junho. Hoje a entrevista é a Marco António Costa, muito crítico: “António Costa é um especialista em estratégias manhosas”, cita o jornal. Buarque e conta elevada da luz também com chamada.

No Diário de Notícias, Theresa May leva a foto grande “May oferece segundo referendo para ver aprovado acordo do Brexit”. A maior é para as eleições: “Igreja vota a várias vozes”, escreve. Documentos divulgados por causa das eleições europeias mostram distintas leituras da realidade. Ainda nos votos, Sánchez é favorito à segunda volta domingo em Espanha.

Fisco tem de devolver ISV de carro usado importado, coloca em grande o Negócios. O jornal especializado escreve também em primeira que o tesouro vai financiar-se na próxima semana em moeda chinesa ao emitir Panda Bonds. É a primeira vez que um país da EU o faz. Ainda a contratação colectiva: Banco de Portugal regula direito a desligar.

Nos desportivos, A Bola divide-se entre Cillessen eminente para o Benfica, em manchete, e a vitória do Porto na final do Campeonato de Andebol, que se jogou na Madeira. Cillessen também no Record, ao lado da renovação de Mathieu. “Eduardo perto, mas há concorrência”, escreve. Lá está também Coutris para a esquerda. “Dia louco”, resume.

“Sérgio certo no Jamor”, prefere O Jogo. A vitória dos dragões no andebol igualmente em maior na primeira página. Espaço ainda para as contratações e renovações.