Orçamento de Estado liga primeiras

Casos de corrupção, justiça e falhas nas capas dos jornais

06 Fev 2020 / 10:36 H.

Os segredos e contradições dos denunciantes é o tema de capa da Visão desta semana, que apresenta na fotografia Rui Pinto, Julian Assange, Edward Snowden e em tamanho menor outros cinco delatores. Na primeira da revista há espaço ainda para um artigo sobre o coronavírus e sobre Jared Kushner, “o genro mais poderoso do Mundo”. Na Sábado, mais um caso de alegada corrupção. “Suspeita de fraude e lavagem de dinheiro. Segundo a revista, FC e Pinto da Costa são alvos de oito inquéritos que visam negócios milionários com transferências de jogadores, como Falcão, Mangala e Danilo. Estão em causa 20 milhões. A revista recupera a história do bebé que nasceu sem rosto. “Rodrigo passa 24 horas por dia ao colo da família” e traz as histórias dos bastidores das telenovelas, com drogas, amores, álcool e ódios de estimação.

De amores, outros, fala a manchete do Correio da Manhã. “Pacto de silêncio une claques rivais”. Dez membros dos No Name Boys e 12 da Juve Leo sentam-se no banco dos réus devido a homicídio violento de adepto do Sporting. “Recusam contar pormenores do crime”.

Galp pagou mais de 300 mil euros a suspeitos de corrupção, diz a principal do Público. Raul Morodo e o filho, Alejo, genro de Dias Loureiro foram consultores da Galp e são visados numa investigação em Espanha por suspeitas de participarem num esquema de corrupção. A decisão do IVA da electricidade fica para hoje, diz outra notícia em grande plano, com a cara do líder parlamentar do PCP, João Oliveira. A publicação das repostas do Primeiro-Ministro levou o juiz Carlos Alexandre a alertar o Ministério Público para a quebra do segredo de justiça. Ana Avoila, da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública declara que o aumento de dois escalões na Função Pública é “uma proposta provocadora”. O doping tecnológico chega à capa do jornal com as sapatilhas.

O JN traz em garrafais “Pilotos sem licença deixam helicópteros do INEM parados”. O socorro contratado por 38 milhões bloqueados em vários pontos do país. A foto é de António Costa. O Primeiro-Ministro ainda desconhece o que foi roubado em Tancos.

O Diário de Notícias coloca em primeira a política internacional, a absolvição de Trump pelo Senado e a condenação pela presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos Nancy Pelosi. A manchete é para os luso-venezuelanos que querem ver o curso reconhecido. Os muitos casos são representados aqui por Pedro, que é neurocirurgião e trabalha numa fábrica. Há cem médicos à espera do reconhecimento da sua formação. Sobre o cancro, os casos em África e América Latina fazem disparar doença no mundo.

O i destaca o atraso dos deputados na entrega dos registos de interesse, foram entregues fora de prazo. Na imagem, “Somos chineses, não somos coronavírus”. Comunidade chinesa em Portugal fala de discriminação. Telenovela da descida do IVA da electricidade e Caso da publicação das respostas de António Costa merecem chamadas.

“Alta tensão” escreve o Negócios. Orçamento de Estado vai para votação final hoje sob ameaça de crise política, acrescenta. A manchete é para a ANA, que gere os aeroportos, com receitas de quase 900 milhões num só ano.

Bruno Lage dá a cara no jornal A Bola. Pode fazer o que nunca foi feito na casa dos dragões. “À porta da história”. Nenhum treinador do Benfica ganhou duas vezes seguidas no terreno dos azuis e brancos. O Record revela que Olsen está na mira do Sporting. O guarda-redes sueco é interesse para a próxima época. O Jogo traz Vitinha na capa. “É um caso clássico”, escreve o jornal, sobre um jogador que começou no Benfica e transitou para o FC Porto.