Moody’s melhorou ‘rating’ da CGD, BCP, Santander Totta e Novo Banco

País /
24 Jul 2019 / 14:44 H.

A Moody’s subiu o ‘rating’ da CGD, BCP, Santander Totta e Novo Banco por ter melhorado as perspectivas do sistema bancário português quando se regista uma melhoria contínua dos pressupostos de crédito dos bancos, principalmente do risco dos activos.

Num comunicado, a agência de ‘rating’ explica que “o principal impulso das alterações dos ‘ratings’ hoje anunciadas é a melhoria do ambiente operacional do sistema bancário, em particular a significativa desalavancagem do sector privado”.

No caso da CGD, o ‘rating’ de longo prazo dos depósitos subiu de “Ba1” para “Baa3” e que o da dívida sénior de longo prazo passou para “Ba1”, tendo o ‘outlook’ sido revisto de negativo para estável.

A Moody’s melhorou também o BCA (Baseline Credit Assessment) e o BCA ajustada do banco público, para “ba1”, contra “ba2”.

Em comunicado ao mercado, a CGD realça que “a revisão em alta dos ‘ratings’ e ‘outlook’ reflectem não só a melhoria do enquadramento económico enfrentado pela banca em Portugal (Macro Profile), mas igualmente o progresso visível na implementação pela CGD do plano estratégico 2017-2020, nomeadamente em termos de melhoria da qualidade dos activos e reforço dos rácios de capital”.

Em relação ao BCP, o ‘rating’ dos depósitos passou de “Ba1” para “Baa3”, passando para ‘investment grade’, e o ‘rating’ da dívida sénior de “Ba2” para “Ba1”.

O ‘rating’ da BCA e da BCA ajustada do BCP passou de “ba3” para “ba2”.

Já o ‘outlook’ do ‘rating’ dos depósitos de longo prazo do BCP mantém-se estável.

Em relação ao Santander Totta, o ‘rating’ dos depósitos de longo prazo passou de “Baa2” para “Baa1” e o da dívida sénior para “Baa3”.

O ‘rating’ da BCA passou de “ba2” para “baa3” e o da BCA ajustada passou de “baa3” para “baa2”.

No que toca ao Novo Banco, a Moody’s melhorou o ‘rating’ dos depósitos de longo prazo em dois níveis para “B2” de “Caa1” e afirmou o rating da dívida sénior de longo prazo em “Caa2”.

O ‘ratings’ da BCA e da BCA ajustada passaram de “caa2” para “caa1”.

A perspectiva de longo prazo dos ‘ratings’ dos depósitos do Novo Banco mantém-se positiva, enquanto o ‘outlook’ para o ‘rating’ da dívida sénior melhorou de negativo para positivo.

Do BPI, o ‘rating’ dos depósitos manteve-se em “Baa1” e o da dívida sénior de longo prazo em “Ba1”.

O ‘rating’ da BCA do BPI passou de “ba1” para “baa3” e o da BCA ajustada passou para “baa3”.

A perspectiva de evolução do ‘rating’ dos depósitos de longo prazo do BPI mantém-se estável.

Em relação ao Banco Montepio, a Moody’s refere que o ‘rating’ dos depósitos de longo prazo, “B3”, foi revisto com perspectiva de melhoria, e o da dívida sénior em “B3” com perspectiva negativa.

Os ‘ratings’ da BCA e da BCA ajustada do Montepio também foram postos em revisão para subir, refere ainda Moody’s.

Outras Notícias