Cimeira do clima em Madrid em destaque nos jornais nacionais

Lisboa /
02 Dez 2019 / 08:39 H.

A cimeira do clima que arranca hoje em Madrid, Espanha, é um dos assuntos que domina as capas dos jornais nacionais.

Nesta matéria, o Jornal de Notícias (JN) escreve que o mundo está de olhos postos neste encontro que é visto como a última oportunidade para salvar o planeta.

O Jornal I frisa as declarações de Guterres que critica a falta de vontade política. “Estamos num buraco profundo e continuamos a cavar”, refere o secretário-geral da ONU que se refere a uma conferência entre sinais de esperança e um ponto de não retorno cada vez mais próximo.

No Diário de Notícias, a cimeira ocupa grande parte da capa. Os países vão tentar parar o tempo e evitar o pior.

O mesmo matutino destaca também a vacina da meningite B gratuita com decisão adiada para 2020. A vacina esteve prevista no Orçamento de 2019, mas acabou por não avançar. Um estudo recente da Sociedade Portuguesa de Pediatria aponta para uma taxa de efectividade próxima dos 80%. Metade das crianças portuguesas não estão vacinadas.

No Jornal Público, a notícia principal aborda a descida do número de crianças enviadas para adopção. Entre 2017 e 2018, houve menos 99 crianças encaminhadas pelos juízes para poderem vir a ser adoptadas. No entanto, subiu o número de crianças mais velhas ou com problemas de saúde que guardam a adopção.

O Correio da Manhã escreve que o amianto mata 126 pessoas em quatro anos. São mais de 3 mil edifícios público que estão contaminados. Escolas e hospitais são os principais focos de risco.

O JN refere ainda que Câmaras pedem nome de funcionários em greve. O Sindicato apresenta queixa à inspecção-geral de Educação e à Associação Nacional de Municípios. Já os trabalhadores denunciam ter recebido SMS de coordenadores a solicitar presença na escola.

No Jornal I, Rui Rio denuncia interesses secretos e obscuros no PSD e diz que a maçonaria está a condicionar muita coisa no país.