Chamas mobilizam 671 bombeiros em Miranda do Corvo, praticamente dominadas na Sertã

14 Set 2019 / 09:54 H.

O incêndio em Miranda do Corvo, distrito de Coimbra, mobiliza hoje de manhã 671 operacionais e sete meios aéreos, segundo a Proteção Civil, enquanto o da Sertã, Castelo Branco, estava “praticamente dominado”, disse fonte do CDOS de Castelo Branco.

Segundo o site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), na Sertã, Castelo Branco, estavam mobilizados para o combate às chamas 560 operacionais, um helicóptero e 171 veículos, num incêndio florestal que deflagrou pelas 14:50 de sexta-feira, na localidade de Marmeleiro.

A estrada nacional 2 já foi reaberta ao trânsito, disse a fonte do CDOS de Castelo Branco.

A fonte do CDOS de Castelo Branco informou que do incêndio na Sertã resultaram sete feridos e que outras cinco pessoas foram assistidas.

O incêndio em Miranda do Corvo, que deflagrou às 18:22 de sexta-feira, estava a ser combatido por 671 operacionais, apoiados por 192 viaturas, dois helicópteros e quatro aviões, segundo a página da ANEPC.

A autoestrada 13 (A13), que esteve fechada ao trânsito, já está reaberta.

Além destes dois incêndios, outros três, dois Fafe, distrito de Braga, e um em Peso da Régua, Vila Real, também estavam ativos e eram considerados como “ocorrências importantes”, mobilizando no total mais de 180 operacionais.

Um incêndio que deflagrou também na sexta-feira em Valpaços foi hoje dominado pelas 03:55, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real.

Um total de 37 incêndios em curso estavam a ser combatidos por 2.330 homens, indica o site da ANEPC.

Outras Notícias